Você já praticou atividade física hoje? O sedentarismo mata

Vicente Caropreso

Médico e Deputado Estadual

Ver artigos

Atividade física é qualquer movimento que gaste energia, como caminhar, lavar louça ou subir escadas. 

O contrário disso é o sedentarismo: um estado muito reduzido de atividade física que pode comprometer, e muito, a manutenção da saúde.

A modernização da sociedade e a alta velocidade do desenvolvimento tecnológico têm modificado os hábitos do ser humano, causando uma enorme redução da atividade física na vida das pessoas de todas as idades, crianças, adultos e idosos de ambos os sexos.

Estudo publicado na revista médica The Lancet* igualou o sedentarismo, em relação à mortalidade, a outros fatores de risco como o tabagismo e a obesidade. O estudo mostrou também que a prática de exercícios é capaz de prevenir 10% dos casos de diabetes, 10% dos casos de câncer de mama e câncer de cólon. 

Por outro lado, mostrou que o sedentarismo foi responsável por 9% dos casos de mortalidade prematura, em todo o mundo.

Para vencer o sedentarismo, recomenda-se a prática de atividade física aeróbica moderada por no mínimo 30 minutos, cinco vezes por semana, ou atividade aeróbica de maior intensidade por 20 minutos, três vezes por semana, complementados por exercícios de musculação duas vezes por semana.

A atividade física deve ser usada como receita para a promoção da saúde cardiovascular. Explicar que o exercício deve fazer parte do tratamento, prescrevendo-o no receituário, é um dos caminhos que os médicos devem seguir para vencer o sedentarismo de seus pacientes.

Tanto as pessoas que querem começar uma atividade física quanto pacientes com histórico de doenças cardiovasculares devem consultar o médico para orientar sua prática de exercícios. Mas atividade física moderada, como caminhar, pode ser realizada pela maioria das pessoas.

A atividade física regular (aliada uma boa alimentação) é uma receita sem contraindicação para uma vida plena de saúde.

Mexa-se! O sedentarismo pode matar.