UMA QUESTÃO DE PERSPECTIVA

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

Hoje, gostaria de compartilhar uma história que lembra o poder de colocar em perspectiva as coisas que acontecem conosco, a fim de dar a elas o valor e a importância que merecem.

Certo dia, um professor que estava envelhecendo, começou a se sentir cansado das explicações teóricas aos seus alunos, e fez um pedido a um deles. Pediu-lhe que buscasse um pouco de sal, que o dissolvesse em um copo d’água e depois o bebesse. Os alunos entreolharam-se, mas o escolhido atendeu ao pedido do professor.

- Como é o sabor? Perguntou o professor.

- Amargo! Respondeu o aluno. O professor riu, e pediu em seguida que ele pegasse a mesma quantidade de sal que derramara no copo, e a derramasse no lago.  Caminharam todos em silêncio até a margem, e assim que o aluno espalhou o punhado de sal, o professor ordenou:

- Agora beba do lago!

Enquanto a água escorria pelo queixo do incrédulo aluno, o professor lhe perguntou:

- Como é agora, a água para você?

- Fresca! Respondeu o aluno.

- Você pode sentir o sal? Perguntou o professor.

- Não! Respondeu o jovem, estranhando tudo aquilo. Naquele momento, o professor sentou-se ao seu lado, e muito sério, explicou ternamente: - A dor da vida é como puro sal; nem mais nem menos. A quantidade de dor na vida é sempre a mesma. No entanto, a quantidade de amargura que sentimos, depende do recipiente ou do lugar em que a colocamos. Então, quando você sente dor, a única coisa que pode fazer, é aumentar o significado que você dá às coisas, aliviando-se, como uma catarse. Pare de ser um copo. Torne-se um lago.

Lembro-me de assistir a uma caricaturesca cena protagonizada por uma pessoa sem alguns dos predicados que pudesse torna-la sensata, razoável ou até previsível. Como sempre, extremada por conflitos, encontrou no caminho, alguém que lhe impôs certa dose de civilidade. Contrariada em seu orgulho e soberba, buscou desafia-lo com seus costumeiros rompantes. Notadamente colérica e sem argumentos, tentou impor-se fisicamente contra seu antagonista, como aliás, é próprio de seres obtusos. O agredido tornou-se um lago ao diminuir o significado daquele momento de infelicidade por estar diante de um ser ignóbil, e que poderia, realmente, afetar sua trajetória de vida. Desta feita, a agressividade transformou-a em um copo! Obviamente, insignificante!

Talvez, você esteja pensando que, em um caso assim, seria difícil mudar a perspectiva quando algo que não se imagina, esteja ocorrendo a sua frente. Mas, é o que geralmente acontece conosco: nos concentramos demais no que está acontecendo no presente momento, e fechamos nossa visão, tornando aquela situação ou circunstância, "a coisa mais importante", tendo muitas das vezes, desfechos desagradáveis. 

A proposta, é prestar atenção ao que queremos fazer ou defender, porém, dentro de uma perspectiva maior, que nos traga calma, confiança e equilíbrio emocional. As coisas não são grandes e nem pequenas. Seu tamanho depende do escopo de visão com o qual você as observa, ou seja, não enxergue um insignificante rato como um enorme dinossauro! Não se limite pela imagem ardilosa que o Efeito de Bandwagon causa à sua vida. A síndrome de superioridade aliada a vulgaridade assintomática, é recorrente em nossos ciclos sociais, e bem por isso, deixemos de ser um copo; tornemo-nos, um lago!

 

 

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.