POLÍTICA & POLÍTICOS

Celso Machado

Nascido em Blumenau, 68 anos, 53 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul).

Ver artigos

CONTRA - A Medida Provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro, extinguindo o seguro obrigatório do DPVAT, provocou críticas na Assembleia Legislativa. Deputados se manifestaram de forma unânime contra a MP. O tucano Vicente Caropreso qualificou a proposta como decisão de “supetão”. Citou que só no ano passado o DPVAT distribuiu R$ 4,7 bilhões, sendo R$ 2,3 bilhões para pagamento de indenizações, R$ 250 milhões destinados ao financiamento da educação no trânsito e os restantes R$ 2,1 bilhões para os cofres do SUS. O deputado cobrou do Congresso a revisão da Medida Provisória e deu um exemplo do que pode ocorrer: a maioria das motocicletas (99%) não têm seguro.

A FAVOR - O deputado Maurício Eskudlarck (PL) discordou, dizendo que o DPVAT é uma fonte de corrupção. “Enquanto há um débito com a saúde, as empresas que administram esse seguro estão com R$ 8 bilhões em caixa”. Na verdade a MP atinge em cheio os negócios do presidente nacional do PSL, Luciano Bivar (PE). Desafeto do presidente da República, Bivar é o controlador e presidente do conselho de administração da seguradora Excelsior, uma das credenciadas pelo governo para cobertura do seguro. A empresa intermediou o pagamento, de janeiro a junho deste ano, de R$ 168 milhões em indenizações.

Pois é- As emendas parlamentares terão percentuais diferentes a partir de 2020. Até agora, 35% do total eram, obrigatoriamente, destinados à saúde. Em acordo com o governador Carlos Moisés (PSL) a partir do ano que vem a saúde, que já tem a maior fatia do orçamento do Estado, terá 25% de cada emenda dos 40 deputados, outros 25% para a educação. Para os 50% restantes, os deputados poderão dar a destinação que bem entenderem. Resumindo, é o toma lá, dá cá com mais dinheiro.

Saindo 1- Como previsto, o presidente Jair Bolsonaro deixou o PSL e leva com ele muitos deputados, senadores e vereadores. Vai liderar a criação de um novo partido, o Aliança Pelo Brasil. Para isso, precisará de 500 mil assinaturas de eleitores não filiados a nenhum partido, coisa que, imagina-se, conseguirá em poucos dias.

Saindo 2- Caroline De Toni, Daniel Freitas e Coronel Armando, deputados federais catarinenses do PSL estiveram com o presidente, Fábio Schiochet, presidente estadual do partido, não foi convidado. Ele é ligado ao governador Carlos Moisés, desafeto de Bolsonaro e que, repetidas vezes, já disse que não sai do PSL.

SAINDO 3 - Bolsonaro, que já passou por sete partidos, imita Fernando Collor de Mello. Em 1989 houve uma eleição "solteira" só para presidente. Collor, que já havia sido filiado a Arena, PDS e PMDB, migrou para o Partido da Juventude, depois, rebatizado de Partido da Reconstrução Nacional. Com isso conseguiu juntar uma base sólida de apoiadores a sua candidatura. Exatamente o que o presidente Bolsonaro pretende agora com o APB, livre de aventureiros corruptos.

Explicando- “Esclareço que não havia assinado a lista enviada ao Supremo Tribunal Federal antecipando minha posição, embora respeite a decisão dos colegas que assim o fizeram, porque acredito que não se pode influir na decisão de outros poderes ou afrontar a Suprema Corte do país. Respeito a regra de harmonia entre os três poderes da República, pois esse é um dos princípios essenciais da democracia”. Explicações do senador Dario Berger (MDB) sobre protesto por escrito de um grupo de senadores enviado ao STF apoiando as condenações em segunda instância.

Na mosca- “Mas, se em democracia todo poder emana do povo, como diz a Constituição, os que exercem o poder de legislar em nome do povo precisam anular as leis da impunidade, em respeito à maioria dos eleitores. Os corruptos têm direitos, advogados e recursos. Já o contribuinte só tem o direito de pagar os impostos que eles desviam. No Brasil, raríssimas exceções, a pena é quase nenhuma e as condenações de devolver o desvio ficam no papel. A impunidade encoraja”. Alexandre Garcia, 79 anos, jornalista.

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.