O socialismo comunista na prática!

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

Em sociedades livres e democráticas, haverá sempre, movimentos diferentes infiltrados através de pessoas contrárias a ela. São criminosos comuns em discordância com a política estatal, inimigos “políticos” declarados, ou personalidades psicóticas adeptas do “se hay gobierno, soy contra”. Os movimentos são uníssonos e manipulados, forçando a sociedade a entrar em crise existencial. E nós, pelo contrário, não fazemos nada para inibir o inimigo. Até o ajudamos com nossos mimimis a avançar na direção desejada, pois sabe ele, que existe em cada sociedade ou nação, tendências pessoais opostas aos princípios morais básicos. Capitalizar tudo isso, é o principal propósito de subversivos que se utilizam de mídias globais muito bem pagas.

Para tanto, o eixo do mal tem suas áreas preferidas para aplicar suas táticas subversivas. Na pratica, significa por exemplo, inverter todos os valores e princípios conservadores a ponto de ridicularizar a Religião, substituindo-a pelos mais diversos cultos e seitas que desvirtue a fé das pessoas para que o dogma religioso seja corroído lentamente. Significa distrair o aprendizado construtivo, substituindo o ensino pragmático pelos fúteis ensinamentos de história da violência urbana, vegetarianismo, economia doméstica, sexualidade, enfim, qualquer coisa que afaste as pessoas do real ensino de base. Significa substituir instituições confiáveis por organizações falsas, as Ongs. É o mesmo que tirar a iniciativa e a responsabilidade das pessoas, fazendo de conta que o governo cuida de todos, desde o berço até a morte.

Significa também, substituir os órgãos de administração eleitos pelo povo, ou indicados por líderes eleitos da sociedade por grupos artificiais ou figuras sedentas pela fama efêmera à exemplo daquele pederasta Felipe Feto, daquele abjeto não identificado e ligado a uma certa marca de produtos de beleza, ou de movimentos como o Passe Livre, MBL, VPR, grupos ou pessoas que ninguém elegeu, e, portanto, cavalos de troia de lideranças obscuras cada vez mais cristalinas. Na verdade, a maioria das pessoas não tolera ou não se sente representada por esses impostores, mas, mesmo assim, existem. Para reverter esse processo, não os eleja para posições de poder. Pessoas assim, são inimigas, não importando o lado ideológico. Eles pendem para onde houver vantagem. Essa é a ideologia deles. Reaja. Essa é a única resposta.

Agentes subversivos infiltrados nas vísceras do poder, vem denegrindo a Lei e a Ordem em todo o mundo. Se observarmos os filmes apresentados durante os últimos 25 anos, perceberemos um soldado ou militar ser apresentado como um idiota, psicótico ou paranoico. O criminoso apresentado como bonzinho, alega que a sociedade opressora o torna vítima. O policial, é apresentado como um estupido, pois, é acusado de abusar de seu poder. É puro ódio, pois levam você a desconfiar daqueles que deveriam te proteger. É o relativismo moral! Por fim, os métodos de negociação entre patrão e empregado são irresponsavelmente desestabilizados por aqueles que “odeiam” o capitalismo. Os subversivos anárquicos sabem que protestos e greves afetam a todos porque a economia é interligada como um só corpo. Mas, greves custam caro e estão fora de moda! Descobriu-se que um vírus pode causar muito mais estrago do que se poderia imaginar! É! O sistema das trevas nunca desiste, e qualquer semelhança em relação a realidade, deixou de ser há muito tempo, uma terrível coincidência!