Nada será como antes

Por Sônia Pillon

Vivemos o grande desafio do século,  de desconstrução de uma realidade que há apenas alguns meses era inimaginável. "De repente, não mais que de repente", parafraseando Tom Jobim. Saímos da nossa zona de conforto "na marra". Mais que isso, fomos sacudidos violentamente com o surgimento do coronavírus e arremessados ao desconhecido. 

De uma hora para outra, nossos planos mais elaborados caíram por terra, como um castelo de areia. 

O novo coronavírus se espalhou pelo planeta ceifando vidas de forma assustadora, sem distinção geográfica, nem de classe social. Países ricos e pobres enfrentam a mesma batalha. O mundo virou de cabeça para baixo e a única certeza é que nada será como antes...

E não se trata apenas da busca desesperada pela vacina. Existem duras lições a serem aprendidas. Estamos finalmente acordando para a importância da vida,  da família e da união de esforços por um bem comum. Lições de solidariedade para aqueles que perderam seus empregos e vivem em condições precárias. E as perdas humanas?! 

Nessas horas em que a luta pela vida fala mais alto, luxo e superficialidade perdem a importância, são absolutamente dispensáveis. 

Recentemente, uma blogueira, digital influencer de moda, promoveu uma festa em plena pandemia, chegando a postar fotos da comemoração. Foi duramente criticada, e com razão. Como resposta, perdeu seguidores e patrocínios... Depois se desculpou e desativou as páginas na rede social, para "refletir" sobre o ocorrido... Será que caiu, mesmo, na real? 

Menos superficialidade e ostentação, por favor! Não basta apenas uma linda embalagem. É preciso ter conteúdo.