NO MUNDO DA LUA

Sônia Pillon

Sônia Pillon é Presidente de Honra da ALBSC Jaraguá do Sul. Nasceu em Porto Alegre (RS), com formação em Jornalismo pela PUC-RS e pós-graduação em Produção de Texto e Gramática pela Univille (SC). 

Ver artigos

Folhas de outono

A mesa retangular estava ocupada de ponta a ponta por familiares e amigos. Devia ter umas 20 pessoas. Um grande bolo nevado em formato de escada redonda era coberto por cerejas e recheado com calda de chocolate e morangos, bem no centro da mesa. Em cima do bolo de aniversário, uma boneca de confeito representava uma idosa clássica, elegante, delicada, com cabelos cor de prata segurados por um coque, óculos de grau, vestido longo em tom pastel e um gracioso colar de pérolas. Salgadinhos, docinhos e guloseimas para a criançada não faltaram naquele dia.

-Parabéns pra você, nessa data querida! Muitas felicidades, muitos anos de vida! Viva a vovó Vitóriaaa! Vivaaaaa! Cem anos! Vitória nem acreditava que alcançaria um século de vida! Emocionada, circulava o olhar pela mesa. Olhava um a um, com os olhos marejados, agradecida pela presença dos que a aplaudiam enquanto cantavam o “Parabéns”. Apesar da avançada idade, lembrava de cada um deles e do quanto cada um era importante em sua vida, de uma maneira ou de outra. Entre eles estavam a filha, o neto e a bisneta, pessoas que amava tanto!

As memórias da centenária estavam vívidas, com incrível precisão de detalhes, de acontecimentos bons e ruins, como um filme sendo exibido na tela grande. A vida da veterana senhora trouxe conquistas e perdas, alegrias e tristezas, como todo mundo, mas ela aprendeu a ser resistente, a perseverar, ainda que a duras penas. Mesmo nos momentos em que o desânimo tomou conta, quando os pensamentos a conduziam por caminhos tortuosos, de revolta e insegurança em relação ao futuro, lá no fundo, a chama da esperança nunca se apagou.

A infância modesta, a educação severa que recebeu, especialmente da mãe, de quem teve poucas demonstrações de amor, a maneira justa e afetuosa do pai, a rebeldia e as traquinagens do irmão mais velho… No frescor dos vinte anos, viveu a expectativa de felicidade com o matrimônio. Mais tarde, com o casamento desfeito, enfrentou a dor, a frustração e o preconceito ao se tornar “uma mulher desquitada”. A morte prematura do filho, as dificuldades encontradas para concluir a faculdade, em se manter no mercado de trabalho, ela lembra bem. Como esquecer?

Os anos foram passando, o mundo foi mudando e Vitória foi seguindo em frente, como sempre. Se ela sentiu solidão durante a jornada? Muitas vezes! Mas sempre foi reservada. Nem sempre externava o que sentia. Se preservava em seus recônditos. Lentamente, décadas se sucederam. Constatava que a idade foi pesando. Os passos começaram a se tornar mais lentos, a visão e a audição não eram mais as mesmas. Os cabelos ganharam grandes mechas brancas. Cansava mais rápido com as atividades cotidianas. Se sentia triste com as limitações que a longevidade trazia, mas foi se adaptando, contornando, driblando.

Porém, um fato fazia toda a diferença para ela. Mais do que em qualquer outra fase da vida, se sentia amada, amparada pela família, e esse foi o melhor presente que recebeu. Por isso, naquele dia, quando todos comemoravam os seus 100 anos de nascimento, ela irradiava alegria e fez questão de soprar as velinhas do bolo, posar para as fotos. É como se cada ano correspondesse a uma folha de outono, que lentamente formou um lindo tapete, contornando a Árvore da Vida. Vitória! Sim, literalmente, vitória é a palavra que define esses momentos tão especiais para ela, que mantém a alma de menina.

* Resgatando o conto inspirado na história de vida da minha mãe Wilma, que em outubro colhe mais uma flor no jardim, publicado na “Revista Literária A Ilha”, edição de Setembro de 2018.

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.