Moisés tem 17 dias para responder às questões da CPI dos respiradores

Celso Machado

Nascido em Blumenau, 68 anos, 53 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul).

Ver artigos

A contar de quarta-feira (8) o governador Carlos Moisés (PSL) tem prazo legal de 17 dias para responder a 15 questionamentos feitos pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa (incluindo outras ações contra o novo coronavirus) que investiga a compra de 200 respiradores pelo Estado. Pagando por eles R$ 33 milhões antecipados e sem nenhuma garantia de entrega. Pior ainda, não eram do modelo usado em UTIs no tratamento de pacientes infectados com o COVID 19.

Os deputados membros da CPI pediram que ele (o governador) antecipe as respostas em dez dias porque pretendem concluir relatório sobre as apurações até o final de julho. Obviamente, visto a melindrosa situação em que está metido, não fará nada apressadamente pelo risco de gerar respostas que possam sugerir novos questionamentos. No mês passado a CPI aprovou requerimento convocando o governador. Porém, as prerrogativas do cargo lhe dão o direito de responder por escrito, sem depoimento presencial como queriam os deputados.

Já na primeira das 15 perguntas da CPI, ou Moisés admite que tinha conhecimento do andamento do negócio, o que já negou em entrevistas, ou joga a culpa toda em ex-servidores envolvidos no que o Ministério Público já rotulou de “quadrilha” e compra “fraudulenta”. O governador terá de dizer de quem foi a iniciativa da compra dos 200 respiradores, a necessidade, a quantidade e a logística de distribuição. E, mais, o custos estimado da compra feita com a empresa Veigamed.

Deputado Vicente Caropreso (PDDB) votou contra projeto de lei do deputado Felipe Estevão reconhecendo os serviços de alimentação- restaurantes, lanchonetes, padarias e similares- como essenciais, ainda que em tempos de calamidade pública, emergência, epidemia ou pandemia. O tucano argumentou que o momento é o de lutar pela saúde das pessoas e que este não é o momento de aprovar propostas de liberação de atividades econômicas.

Vem ao encontro de registro da coluna (099/07) a preocupação de deputados na Assembleia Legislativa quanto a qualidade do ensino oferecido online pela Secretaria Estadual da Educação. No mínimo, sofrível, pode-se afirmar, aliado à não capacitação de professores, absolutamente necessária. Neste caso, não se trata de ensino a distância, ao contrário, o sistema disponível exige muito mais dos professores já a beira de um ataque de nervos.

Neste sentido, a Assembleia aprovou projeto da deputada Ana Campagnolo (PSL), dando aos pais ou responsáveis por estudantes matriculados em instituições de ensino infantil, fundamental ou médio (que podem pagar professor particular), de cancelarem ou não realizarem a matrícula. Prosseguindo com a educação em suas casas quando de situações de calamidade ou emergência de saúde pública. Para posterior avaliação do órgão oficial.

Há um movimento nos subterrâneos da Câmara dos Deputados para uma alteração radical na Proposta de Emenda Constitucional em tramitação naquele parlamento, que prevê a prisão após condenação em segunda instância. Querem que a medida passe a valer apenas para crimes cometidos depois que a lei for sancionada. O deputado Darci de Matos (PSD), não sem razão, disse que a mudança pretendida é “um prêmio à bandidagem” e que os parlamentares decentes não vão permitir que isso ocorra. Aliás, a própria Câmara- e o Senado idem- é um antro de criminosos de todo tipo.

Prefeito Antídio Lunelli (MDB) fez manifestação pública sobre uma preocupação comum que é o crescente registro de pessoas infectadas com o Cpvid-19. De fato, o grande medo é de um colapso na rede hospitalar que atende pacientes locais, do Vale do Itapocu e até de municípios mais distantes. Na vizinha Blumenau o prefeito Mário Hildebrand (Podemos) ameaça adotar o “lockdown”- fechar tudo- (de novo)- se a curva do novo coronavirus não se estabilizar. Coincidência ou não, nos dois municípios isso ocorreu depois da liberação do transporte coletivo urbano e interurbano.

 

 

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.