Enxaqueca e alimentação: o que consumir e o que evitar

Fernanda Silvestri Dellani

Nutricionista clínica. Inscrita no CRN10 8435, pós graduada em Nutrição e estética

Ver artigos

Só quem já sofreu com crises de enxaqueca sabe como isso é incomodo. Ela aparece sem avisar e pode causar dores de cabeça muito fortes, náuseas e vômitos, além de tonturas e sensibilidade à luz

E se eu te contar que a alimentação pode influenciar tanto na melhora quanto na piora dos sintomas? Isso mesmo.

Listarei a seguir alguns alimentos que podem piorar os sintomas:

  • Bebidas que contenham cafeína como: café, refrigerante a base de cola, chá preto, chá mate, chá verde e o guaraná. A cafeína é uma substancia estimulante que pode alterar a circulação sanguínea e aumentar os sintomas da enxaqueca;
  • Alimentos que contenham glutamato monossódico como: molhos prontos, caldos industrializados de peixe ou carne e salgadinhos industrializados;
  • O chocolate também pode desencadear as crises de enxaqueca;
  • Carnes curadas, salsicha e linguiça possuem nitrato e nitrito que são substancias que aumentam a dilatação dos vasos sanguíneos podendo ocasionar os sintomas da enxaqueca;
  • Bebidas alcoólicas como: vinho, champanhe e bebidas destiladas contém substancias que aumentam a vasoconstrição dos vasos sanguíneos;
  • Queijos amarelos possuem compostos vasoativos como a tiramina que é um composto derivado do aminoácido tirosina que favorece o aparecimento dos sintomas de enxaqueca.

Por outro lado, existem alimentos que se consumidos regularmente auxiliam na diminuição dos sintomas como:

  • Fontes de ômega 3: semente de linhaça, atum, sardinha, salmão e abacate;
  • Fontes de selênio: castanhas, amêndoas, nozes e amendoim;
  • Fontes de triptofano como: banana, ovo, maracujá, castanha, amendoim e abacate;
  • Inclua fontes de magnésio como: nozes, castanhas, lentilha, grão de bico, abacate, semente de abóbora ou a banana. O magnésio auxilia no relaxamento do corpo auxiliando assim na melhora dos sintomas;
  • Fontes de Vitamina B12 como: fígado bovino; moluscos, atum, carne bovina, iogurte e leite magro;
  • Vitamina E: amêndoas, nozes, castanhas, semente de girassol e azeite de oliva;
  • Pode incluir também: gengibre, açafrão e frutas vermelhas;
  • Chá de flores de lavanda, maracujá ou erva-cidreira são calmantes e ajudam a promover o bem-estar;
  • Beba no mínimo 2 litros de água.

Além de todas essas dicas faça exercício regularmente se não tiver contra indicação de seu médico.

Se os sintomas persistirem procure seu médico.

Para maiores informações entre em contato através do e-mail: [email protected].

Atenção: esse conteúdo é de caráter informativo. Isso não substitui um acompanhamento com profissional Nutricionista.