Dificuldades de aprendizagem e agora?

Krismaira Rau Marcon

Psicóloga Infantil, Adultos, Casais e Família. CRP 12/04595 , Psicopedagoga e Psicogenealogista.

Ver artigos

O movimento escolar precisou agir rápido, mediante as mudanças que a pandemia nos colocou. Isolamento, atividades online, professores ao vivo ou enviando material para o aluno estudar em casa e/ou material físico retirado nas escolas.

Os pais precisaram se reorganizar com horários para estarem disponíveis para acompanhar os filhos nas tarefas e até mesmo nas aulas online.

Quantas mudanças nas dinâmicas da administração escolar, professores, coordenadores, diretores, atividades intensas e trabalhosas para formar um novo mundo escolar. Ousaria dizer, deu um salto quântico na relação escola x informatização, talvez de uns 10 anos. E ainda continuamos ralando para dar conta dessas novas regras de dedicação e estudo.

                                                                             

Ouço relatos de alunos e pais cansados dessa rotina, desmotivados em estudar, em realizar as tarefas e ainda sem saber até quando isso tudo vai. Começam aparecer mais frequentemente, pais buscando avaliação e/ou orientação para o filho quanto as dificuldades de aprendizagem. Encaminhamos para avaliação nas áreas da neurologia, neuropsicologia, psicopedagogia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia, buscando eliminar possibilidades e focarmos realmente nas dificuldades que as crianças e o jovens apresentam. Dislexia, disgrafia, discalculia, TDAH, transtornos de humor, depressão, crises de ansiedade são alguns exemplos de diagnósticos fechados nos últimos meses.

Está no momento de observarmos o quanto essas dificuldades vêm de herança transgeracional e acontece com mais integrantes da família. O conflito de agora na área escolar, é um pedido do seu sistema familiar para identificar dores e obstáculos até hoje não superados.

Não deixe de pedir ajuda, muitos pais, crianças e jovens estão se permitindo compreender por que esse desafio aflorou neste momento onde o tempo parece ser maior, mas na verdade só precisa ser melhor aproveitado, organizado e planejado. Estudar precisa de dedicação e motivação interna, não externa, onde se busca a aprovação de pais e escola para ser aprovado, mas o quanto cada um está focado em aprender e poder preparar seu futuro adulto, fazendo a escolha de sua realização profissional.

E assim vamos caminhando um dia de cada vez, com a certeza de quem está buscando melhorar, o caminho da evolução é constante e o mundo não para.

Pense nisso! Se cuide!