Mesmo deixando o cargo, Moro continua recebendo os R$ 31 mil mensais

Celso Machado

Nascido em Blumenau, 68 anos, 53 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul).

Ver artigos

Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, deixou o cargo em abril. Porém, continua recebendo o salário de R$ 31 mil pagos atualmente aos ministros do Governo Federal. E, se mantido, vai receber o benefício até outubro.

Mas, a Procuradoria Geral da União quer que o Tribunal de Contas da União suspenda o pagamento. Explica-se: Moro foi contratado como colunista da Revista Crusoé e do Jornal O Globo, quebrando a regra vigente.

Membros da cúpula governista são proibidos de prestar serviços à iniciativa privada por seis meses após a demissão, exoneração ou aposentadoria em razão de informações privilegiadas.

Por isso, a bonificação. No caso de Moro, haveria “indícios de descumpri- mento dos princípios da legalidade e da moralidade”. O ex-ministro está proibido de advogar, mas liberado para dar aulas e escrever artigos para a imprensa, autoriza- do que foi pela Comissão de Ética da Presidência da República.

Pagamento gratuito

É medida liminar, mas em Blumenau a Prefeitura e a empresa Blumob, concessionária do transporte público urbano, estão obrigados a manter a gratuidade para pessoas acima de 65 anos. Portadoras ou não de comorbidades. Um direito previsto no estatuto do Idoso e retirado na retomada do serviço na semana passa- da. O juiz Raphael de Oliveira e Silva Borges, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Blumenau, entendeu que a restrição poderia ser feita se houvessem critérios claros de como será feita a avaliação, para evitar possível arbitrariedade na fiscalização.

Município quer R$2 milhões ao Estado para consertar Ilha da Figueira

Prefeitura de Jaraguá do Sul está cobrando reembolso prometido pelo governador Carlos Moisés (PSL) do que já foi e ainda será gasto na restauração de ruas importantes no Bairro Ilha da Figueira, destruídas pelo intenso trânsito pesado de carretas e caminhões causado por sucessivas interdições da SC-108, em Guaramirim. E cujas obras de recuperação se arrastaram por um ano e meio.

No total, R$ 2,561 mil, incluindo a recuperação do entroncamento das Ruas José Theodoro Ribeiro e Carlos Oeschler, já concluído. Próxima etapa é a Carlos Oeschler até o limite com Guaramirim. Aliás, à época Moisés garantiu repasse de R$ 3 milhões, incluindo o município vizinho.

Benefício ao motoristas de transporte de pessoas

É do senador Jader Barbalho (MDB/PA) projeto de lei concedendo benefícios aos profissionais do transporte urbano, incluindo taxistas e motoristas de aplicativos e vans escolares. Pelo período de seis meses eles pode-

para descobrir se eles têm uma reserva financeira suficiente para suas aposentadorias. E nunca esqueça de ajudar seus pais, seja financeiramente, se puderes, mas principalmente, de se fazer presente e ajudar como puderes.

Os artigos e colunas assinados são responsabilidade dos seus atores e não refletem, necessariamente, a linha editorial do jornal