Achismo: uma forma de pensar que corrói os relacionamentos

Krismaira Rau Marcon

Psicóloga Infantil, Adultos e Casais. CRP 12/04595 , Psicopedagoga e Psicogenealogista.

Ver artigos

O achismo, que podemos falar no popular “eu acho que...” anda destruindo muitos relacionamentos. Eu acho que ele iria gostar, eu achei que você tinha falado, eu achei que essa roupa já tinha sido lavada, eu achei que você tinha ido pagar as contas, eu acho que ela vêm para casa mais cedo hoje e assim por diante, é um dos grandes motivos de muitas relações estarem estremecidas.

Precisamos compreender que a fala clara, objetiva, direta com aquele que nos relacionamos, precisa ser uma prática diária. A comunicação entre as pessoas anda truncada, anda presa em valores pessoais e culturais, que utiliza do pré conceito das coisas e pessoas para chegar a uma conclusão de desejo próprio, gerando expectativas e consequentemente frustrações e irritações desnecessárias.

A forma mais tranquila de se relacionar precisa ser baseado numa conversa franca, diária, aberta, bem esclarecida e com possibilidades de mudanças de ações, desde que seja comunicada. Outra forma de evitar até o estresse é literalmente falar ao outro o que você realmente quer, pensa, sente e precisa. Não dizer algo e no fundo, bem no fundo quer dizer outra coisa (isso muitas vezes é um joguinho para saber se o outro lhe conhece), mas não te favorece em nada, somente por vezes dores de cabeça por má interpretação de sinais. Que não são claros até mesmo de quem emite.

Reflita como você se comunica, se é ou não é, com o achismo e busque deixar claro aquilo que você realmente deseja. Se sim, é sim, se não, é não. Se você não gosta, não diga pode ser, diga não gosto. Se você tem dificuldade em expor, diga que tem dificuldade em falar, seja sincero começando com você. Pois como você se comunica com o outro, é como o outro vai te ver e te perceber.

Chega de achismo, busque a verdade das coisas, o que é realmente, para que tenhas relacionamentos baseados na confiança, respeito e transparência.

Pense com carinho nessa forma tão complicada de viver, achando que é, mas não tendo certeza se é ou não, afinal o significado que você coloca, fala mais de você do que do outro.  E qualquer mudança na sua vida e na sua comunicação com o mundo depende somente de você.

Até mais. Se cuide!