A PROPÓSITO 16.07.2019

Celso Machado

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul).

Ver artigos

A foto, de 1983, mostra a equipe de ciclismo de Jaraguá do Sul. Da esquerda para a direita, Henry Pasold , Márcio Mann, Silvio Ewald , Cláudio Kelbert e Sílvio Roberto Ewald. Representando Jaraguá do Sul em centenas de competições, Ewald tornou-se um ícone do ciclismo catarinense, conquistando 478 medalhas e 84 troféus. Foi por três vezes campeão catarinense e quatro do Norte-catarinense, além de uma medalha de ouro, quatro de prata e quatro de bronze em competições nacionais. Também foi medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos neste mesmo ano (1983) na Venezuela. (Fonte: Antigamente em Jaraguá do Sul/postado por Marcio Milcke).

CURIOSIDADES

O cabelo (ou barba) do milho serve para transportar os grãos de pólen que fecundarão os óvulos da espiga. Em resumo, o milho tem cabelo para se reproduzir.

Milho é uma palavra de origem indígena caribenha cujo significado é “sustento da vida”. Foi descoberto há 7.000 anos na região onde hoje é o México e a Guatemala.

Os maiores produtores mundiais são, pela ordem: os Estados Unidos, China, Índia e Brasil. Da produção brasileira, 95% é usado como ração animal.

No México, os indígenas extraíam uma espécie de mel dos grãos do milho. O chá feito com os cabelos da espiga do milho é excelente para os rins.

Uma espiga de milho perfeita tem, em média, 800 grãos distribuídos em 16 linhas. São mais de 3 mil produtos feitos de milho, como salgadinhos, óleo, margarina, cereais em flocos, sorvete, suco e até uísque.

HOJE - Em 16 de julho de 2000 morreu o jornalista, advogado e político pernambucano, Alexandre Barbosa Lima Sobrinho. Governador de seu estado e deputado federal, radicou-se no Rio de Janeiro optando pelo jornalismo. Em 1992 foi o primeiro signatário do pedido de impeachment do presidente Fernando Collor de Mello e em 1998 posicionou-se publicamente contrário à revisão constitucional que permitia a reeleição dos ocupantes de cargos executivos, por considerar prejudicial aos interesses do Brasil.

Uma propaganda impensável nos dias de hoje, expondo uma criança a sério risco de um acidente grave para enfatizar o modelo Volkswagen com teto solar.