Últimas colunas de A J Marchi

COVID19 - DESDE UM QUARTO DE HOSPITAL

É difícil pensar em distancias quando dois grandalhões peludos estão te esfregando dos pés à cabeça para te deixar bem asseado para se sentar em uma poltrona de um quarto de hospital. Curtem tanto o seu trabalho, eu tampouco, sentado nessa invenção do demônio. Estou tão bem deitado, quase como em uma suíte de hotel, salvo as diferenças, já que lá não há tantos tubos e nem maquinário com ruídos constantes que me enchem o saco!

Por A J Marchi

PANDEMIA: FICÇÃO OU REALIDADE?

Para o cidadão comum, a avalanche de notícias sobre o avanço do Covid-19 (o famoso novo Corona vírus) é um fato alarmante, mas, ao mesmo tempo paralisante, porque não há narrativa possível para explicá-lo. Alguns de nós, talvez, desejarão entrar em casa, colocar três fechaduras na porta e sair quando tudo acabar. Outras reações populares parecerão dignas de piada! As compras de "pânico" e algumas reações piores, como agarrar a família e correr de uma área comprometida para outra menos infectada, que ajudará somente a piorar e espalhar o caos. Enfim, é mais fácil criticar o medo dos outros do que superar os nossos.

Por A J Marchi

A ÚLTIMA ARMA QUE TEREMOS

"Um governante que, solitariamente, vive no luxo e nos prazeres enquanto à sua volta vivem todos em meio ao sofrimento e lamentações, estará atuando, antes como carcereiro, do que como um rei. Tal como um médico incapaz, que não sabe tratar de um mal, senão por um mal maior, o soberano que sabe apenas governar seus súditos privando-os de todas as comodidades da existência, reconhece abertamente que é incapaz de comandar homens livres."- Thomas More (1478-1535)

Por A J Marchi

A GERAÇÃO DA IGUALDADE EM DEFESA DAS MULHERES

Pouco mais de um século se passou desde a primeira comemoração em 1911, na Dinamarca, Áustria, Alemanha e Suíça, do dia Internacional da Mulher. Embora tenham sido feitos progressos significativos na luta pelo respeito e pela vigência dos direitos das mulheres, existem ainda muitos desafios e obstáculos que devem ser superados para alcançar a plena igualdade e equidade de gênero no mundo.

Por A J Marchi

UMA PERSPECTIVA DOS INFERNOS

Há um ditado espanhol que atribui o conhecimento do diabo à sua idade, e não propriamente à sua condição demoníaca. O leviatã, nessa história em particular (se é que o maligno seja um só) deve ter sido muito jovem, infantil ainda, a julgar pelo truque utilizado por um astuto arquiteto alemão chamado Jorg von Halsback. Esta história, conhecida ou recordada por poucos, começa no ano 1468 em Munique. Naquele ano, Jorg von Halsbach havia planejado realizar um de seus projetos mais ambiciosos: a catedral da cidade, que seria mais tarde conhecida como, Fraunkirche.

Por A J Marchi

UMA QUESTÃO DE PERSPECTIVA

Hoje, gostaria de compartilhar uma história que lembra o poder de colocar em perspectiva as coisas que acontecem conosco, a fim de dar a elas o valor e a importância que merecem. A proposta, é prestar atenção ao que queremos fazer ou defender, porém, dentro de uma perspectiva maior, que nos traga calma, confiança e equilíbrio emocional. As coisas não são grandes e nem pequenas. Seu tamanho depende do escopo de visão com o qual você as observa. Não se limite pela imagem ardilosa que o Efeito de Bandwagon causa à sua vida. A síndrome de superioridade aliada a vulgaridade assintomática, é recorrente em nossos ciclos sociais, porém, não podemos deixar que esses fatores nos influenciem.

Por A J Marchi

O GATO MORTO

Hoje, apresento um texto inspirado e criado a partir de um diálogo extraído de um grupo de Facebook de uma diminuta e imaginária cidade italiana infestada de gatos pretos, e por partisanos, cristãos e também, comunistas, que se apaziguaram em 2017 após 70 anos de hostilidades causadas pelo Massacre de Porzûs, durante a Segunda Guerra Mundial. O texto, embora de simples construção, serve para diagnosticar o grau de esquizofrenia social contraído pelo círculo vicioso das redes sociais que assola, devassa, e extravasa sentimentos. Qualquer semelhança, será mera coincidência?

Por A J Marchi

O COLECIONADOR DE VESPAS

Não é comum, embora não seja raro, surgir do ódio, uma paixão. Foi o que aconteceu com o italiano Marco Fumagalli, de Seregno, perto de Milão. Marco cresceu respirando o cheiro de motores na oficina mecânica de seu pai, e embora predestinado a segui-lo, odiava a scooter Vespa pelo que ela significava para ele. Imaginava que, por ser um conceito antigo, não era seu estilo, portanto, fora de moda. Porém, um anúncio no jornal Corriere della Sera que destacava a Vespa 50 Special, influenciou fortemente sua vida.

Por A J Marchi

ESSA TAL UTOPIA!

"A utopia está no horizonte e eu sei muito bem que nunca a alcançarei, por que se eu caminhar dez passos, ela ficará dez passos mais longe. Quanto mais eu caminhar, mais longe dela eu estarei, e ela se afastará ainda mais, à medida que eu me aproximar".

Por A J Marchi

CARREIRA OU FELICIDADE

E assim nossos pais nos criaram. Nos ensinaram a estudar, investir, planejar. Até os sucedemos nos negócios! E agora? O que está acontecendo? Uma crise nervosa. Executivos acham que seriam mais felizes se fossem tenistas. Tenistas acham que seriam mais felizes se fossem bartenders. Caipiras gostariam de ser pilotos de avião e pilotos pensam que seriam mais felizes se vivessem numa casinha de sapê ao lado de uma rocinha de feijão olhando cruzarem os céus os aviões.

Por A J Marchi

A CANOA, O MUSEU, O CONTRABAIXO E A MUSICA!

A canoa que trouxe os primeiros colonizadores a estas terras é o extrato de uma história! Nela embarcada, estava Emílio Carlos Jourdan, o fundador que mais tarde dotaria Maria Umbelina da Silva, a cuidadora de seus filhos, da posse de terras no Jaraguá. As terras foram novamente doadas, mas neste episódio surge outro Emílio, seu filho. O nome, talvez, inspirado no engenheiro belga. O prédio inspirado em obras na Itália das décadas de 30 e 40, ora reformado e que resiste ao tempo abrigando o recém reinaugurado Museu Histórico de Jaraguá do Sul, foi construído para atender aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário em 1941. Entretanto, a história do Museu Histórico começa muito antes da revitalização do edifício e de sua instalação naquele local que dispõe hoje de um acervo composto por milhares de peças de uma riqueza histórica inexorável. E dentre elas, um instrumento musical! Um contrabaixo acústico fabricado na década de 50 com a finalidade de compor um conjunto musical do qual originou-se a primeira orquestra do município de Jaraguá do Sul.

Por A J Marchi

TITULO "BETO CARRERO DE EXCELÊNCIA NO TURISMO" EM 2019

Pomerode arrebatou pela segunda vez o Título "Beto Carrero de Excelência no Turismo" na categoria, "Município de Destaque". Jaraguá do Sul participou com seu novo cartão postal, a Chiesetta Alpina na categoria, Empreendimento de Destaque, mas não levou!

Por A J Marchi
1 ... 2 3 4 5 6