Últimas colunas de A J Marchi

Sindrome de Hubris! Um efeito do Coronavírus?

Se há quem aprendeu artes bélicas e que recomenda remédio, há quem tenha estudado direito, embora decrete de antemão, a suspensão de atos que deverão ser inconstitucionais, mesmo desconhecendo o seu conteúdo.

Por A J Marchi

Um Presidente sem partido e um partido sem a Presidência!

Inviabilizado por seus inimigos quanto a formação do novo partido, Bolsonaro sinalizou a outro partido ligado à ideia de deixar o mercado agir sem interferências das ações do governo e do sindicalismo.

Por A J Marchi

O socialismo comunista na prática!

Agentes subversivos infiltrados nas vísceras do poder, vem denegrindo a Lei e a Ordem em todo o mundo. É o relativismo moral!

Por A J Marchi

Liberdade de expressão ou impressão de liberdade?

As pessoas gostam da liberdade de expressão até o momento em que começam a ouvir aquilo que não gostariam que dissessem a respeito de si mesmas!

Por A J Marchi

Bolsonaro e os editores do fracasso

E o que restou ao sistema? Restou o STF como a última torre no tabuleiro.

Por A J Marchi

Os escorpiões de Bolsonaro

O velho sapo amargava na alma a dor da traição imposta pelo ingrato escorpião. Por isso, a vingança calculada causaria no escorpião, a dor e a humilhação da prisão.

Por A J Marchi

O SAPO E O ESCORPIÃO (1/3)

Esta parábola bastante conhecida, explica muito bem alguns episódios de nossa pobre história política que, a todo custo, torres e peões que ainda restam no tabuleiro, desejam ardilosamente agravar.

Por A J Marchi

Masoquismo coletivo

Dizia o emedebista Ulisses Guimarães: "não roubar, não deixar roubar, pôr na cadeia quem roube, eis o primeiro mandamento da moral pública".

Por A J Marchi

A ARTE DA GUERRA

Precisamos aprender, na paciência e na dor, o que significa o valor de uma escolha errada. E, para continuar errando, basta distanciar-se da política!

Por A J Marchi

INFAMES QUEIMADORES DE LIVROS

As investidas do STF contra jornalistas, blogueiros, humoristas, chargistas e escritores, se iguala a aqueles seres da idade média que, por falta de argumentação e lógica sobre o que se falava deles na sociedade medieval, queimavam livros.

Por A J Marchi

VELHOS HÁBITOS, NOVAS ATITUDES

Voltaremos algum dia à programação habitual? Ou como se ouviu por aí, ad nauseam, durante a quarentena, nada voltará a ser como antes?

Por A J Marchi

Velhos hábitos, novas atitudes

Me agrada relembrar o tempo em que não éramos pessoas germofóbicas, obcecadas por higienizar tudo e manter a distância de todos.

Por A J Marchi
1 2 3 ... 5