Geral,Saúde,Schroeder

Schroeder tem equipes de Estratégia e Saúde da Família completas e remédios no centro de triagem

As seis equipes da Estratégia Saúde da Família estão completas. Todas as unidades básicas de saúde contam com médicos para atender a população, de acordo com a secretária Ingrit Eli Roweder. A dificuldade, segundo ela, é contratar o terceiro médico para atender na Central de Triagem Covid, que fica junto ao centro de múltiplo uso ao lado da Associação Empresarial (Acias), onde nas últimas semanas a frequência aumentou significativamente.

“Estamos passando por uma fase crítica da doença. Temos dois médicos na equipe que atendem das 8h ao meio dia e das 13h às 16h. O expediente deles começa às 7h30min, quando iniciam a paramentação para atender os pacientes. Queremos contratar mais um médico para atender à tarde, mas está difícil”, lamenta Ingrit.

A secretária anunciou que a partir desta semana os medicamentos (Kit Covid) passam a ser entregues no Centro de Triagem. Até então os pacientes tinham de se deslocar até a farmácia básica para retirá-los, misturando com os demais. “Com a prescrição feita pelo médico, a retirada é feita, agora, no próprio Centro de Triagem Covid”, registra.

Vacinação de rotina não pode ser ignorada, adverte secretária

As vacinas contra a Covid estão sendo aplicadas nos grupos prioritários. São poucas as doses vindas até agora, mas na medida que chegam, é feita a chamada para imunização. Nesta terça-feira, por exemplo, segundo a secretária Ingrit Roweder, a partir das 8h30min, serão vacinadas as pessoas acima de 78 anos junto ao pórtico turístico pelo sistema de drive-thru.

Serão distribuídas 70 senhas para a primeira dose. Dez doses estão reservadas para idosos acamados e ou com dificuldades de locomoção até o local. Em relação à vacina contra a Covid, o município de Schroeder aderiu ao consórcio da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e manifestou intenção de adquirir cinco mil doses da vacina russa Sputnik V. O município já tem seringas e agulhas adquiridas e quatro salas de vacinação preparadas com cinco profissionais capacitados para aplicar as vacinas.

OUTRAS – A Secretaria de Saúde de Schroeder adverte que as demais vacinas do calendário obrigatório não devem deixar de ser tomadas, em especial as crianças, gestantes, hipertensos e diabéticos. “Elas são essenciais para a prevenção de doenças específicas. Todos os cuidados são tomados para evitar o um possível contágio da Covid”, explica. No dia 22 de abril começa a campanha nacional de vacinação contra a gripe influenza (H1N1), que em princípio vai até o dia 24 de julho.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!