Política

PL que acabaria com o recesso dos servidores municipais é rejeitada

Foto: Divulgação

O PLC nº 09/2019, que dispõem sobre o regime jurídico dos servidores municipais de Jaraguá do Sul, com a finalidade de revogar o artigo 262, da Lei Complementar Municipal Nº 154/2014, abolindo o recesso atribuído aos servidores públicos municipais, concedido no período de 24 de dezembro a 1º de janeiro de cada ano, passou pelo segundo turno de votação nesta terça-feira (02). Diferente do que ocorreu na primeira votação, na sessão da última quinta-feira (27), desta vez o PL foi rejeitado.

Por se tratar de Projeto de Lei Complementar e necessitar de maioria absoluta de votos (seis votos para passar), o PLC foi rejeitado por cinco votos favoráveis (Ademar Braz Winter, Anderson Kassner, Eugênio José Juraszek, Jaime Negherbon e Pedro Garcia), quatro contrários (Celestino Klinkoski, Isair Moser, Jackson José de Avila e Ronaldo Magal) e uma abstenção de Arlindo Rincos. 

O projeto será arquivado.