Geral,Jaraguá ,Saúde

Em risco grave, Jaraguá do Sul mantém restrições contra Covid

Foto: Reprodução

Jaraguá do Sul e os demais municípios da região Nordeste de Santa Catarina estão com nova classificação de risco de contágio da Covid-19. No sábado (5), a secretaria de estado da Saúde divulgou a Matriz de Risco Potencial e indicou a melhora da semana retrasada para a semana passada, o que colocou a região no patamar grave (cor laranja).

Leia mais

Apesar de ter mudado de classificação para um risco menor, o secretário de Saúde, Alceu Gilmar Moretti, destaca que a situação continua sendo de muita atenção. De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado na tarde de sábado (5), as UTIs e Enfermarias dos hospitais continuavam com 100% de ocupação.

“Além disso, estamos com quase mil pessoas em tratamento. É um número elevado e, por isso, não podemos nos descuidar”, reforça Moretti, acrescentando que as medidas de higiene, distanciamento e uso de máscaras não podem ser deixadas de lado em momento algum.

Na sexta-feira (4), em live, Alceu, junto com a presidente do Comitê Extraordinário Covid-19, Emanuela Wolff, expuseram a situação preocupante da disseminação do vírus mortal e suas variantes mais letais e contagiosas.

A enfermeira Fábia Regina Schaefer, do Hospital São José, que trabalha desde o início da pandemia na linha de frente no tratamento dos infectados, disse que o quadro é de extrema preocupação, tendo inclusive atendimento nos corredores por conta da falta de leitos na enfermaria e UTI para Covid.

O depoimento de Cleyton Stassum, que ficou 71 dias internado devido à Covid, dos quais 22 dias intubado e 31 dias em coma, chamou muito a atenção. Ele revelou a dificuldade que passa para a recuperação e que não conseguiu ainda se restabelecer. "Sou um sobrevivente da Covid", registrou.

Medidas restritivas ficam mantidas até na terça-feira, segundo decreto

O município de Jaraguá do Sul mantém até o dia 15 de junho o decreto com as medidas restritivas para o combate à pandemia. A presidente do Comitê, Emanuela Wolff, destaca que a situação dos hospitais é grave, já que, além dos pacientes de Covid, os leitos estão ocupados por pessoas com outras doenças.

“Estamos com esse volume de ocupação desde o mês de fevereiro, com 46 leitos de UTI e 76 leitos de enfermaria. A situação se agrava ainda mais neste momento, porque além destes leitos que são exclusivos, os outros setores dos hospitais também estão cheios, principalmente pelo fato da flexibilização na grande maioria das atividades”.

O índice de transmissibilidade da Covid-19 em Jaraguá do Sul é de 1,189, ou seja, um grupo de 100 indivíduos infectados tende a contaminar até outras 119 pessoas. Por conta de toda essa situação, a Prefeitura de Jaraguá do Sul reforça o pedido de atenção ao decreto municipal que está em vigor desde a quinta-feira (3), em especial para o fato de que está vedada a permanência em espaços públicos de uso coletivo, parques, praças e áreas de lazer públicas e privadas, com exceção para a prática de esportes individuais com uso obrigatório de máscara.