Esportes,Geral,Nacional,Saúde

EXCLUSIVO - Médico da CBF não está sendo investigado pelo Ministério Público de São Paulo por furar fila para vacinar familiar contra Covid

Foto: CBF

Camila Silveira Rosa

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Ao contrário do que dizem as más línguas, o médico da Seleção Brasileira Feminina, Dr. Nemi Sabeh Júnior (CRM 104568-SP), não está sendo investigado pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) por furar a fila na vacinação contra a Covid-19 e nem registrar ilegalmente os familiares como funcionários da clínica On Assis, onde faz parte da comissão técnica. 

Leia mais

A suposta investigação não consta nem no site do Ministério Público de São Paulo. O JDV entrou em contato na manhã desta quarta-feira (12), com a assessoria de imprensa da ON, que prontamente nos respondeu e esclareceu a situação. 

Em nota enviada ao e-mail do jornal, "a On Assis é uma empresa familiar, que trabalha fortemente no combate e na recuperação de pacientes com Covid19, e seguiu fielmente a portaria municipal 02/2021, enviando à secretaria de Saúde de Assis a relação de todas as pessoas que atuam na unidade para receber a aplicação da vacina, sem violar nenhuma lei, sem agir de má fé" (nota na íntegra no final da reportagem). 

A assessoria da empresa nos disse ainda por telefone, que o Dr. Nemi tomou a vacina, mas não foi pela On. Ele foi imunizado em âmbito hospitalar, como médico da saúde, no começo de de janeiro deste ano.

Confira a nota na íntegra 

"Dr. Nemi Sabeh não está sendo investigado pelo Ministério Público.

A On Assis é uma empresa familiar, que trabalha fortemente no combate e na recuperação de pacientes com covid19, e seguiu fielmente a portaria municipal 02/2021, enviando à Secretaria de Saúde de Assis a relação de todas as pessoas que atuam na unidade para receber a aplicação da vacina, sem violar nenhuma lei, sem agir de má fé.

A empresa coloca-se inteiramente à disposição do poder público a respeito de quaisquer questionamentos advindos de suas atividades, incluindo a relação havida com seus empregados e parceiros e atenderá ao procedimento legal da mesma forma como atua em todos os demais casos."

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!