Últimas colunas

POLÍTICAS & POLÍTICOS 12.06.2019

ATÉ QUANDO? - Tribunal de Contas da União aponta que, em Santa Catarina, obras suspensas ou paralisadas de responsabilidade do governo do Estado e municípios, somam nada menos que R$ 500 milhões, a custos de hoje, é claro. Aqui na vizinhança, dois exemplos flagrantes: o Centro de Educação Profissional de Guaramirim e, também lá, o elevado entre a BR-280 e a SC-108, no acesso a Massaranduba. A obra do CEDUP começou em 2011 e do elevado em 2017. Em tempo: são responsabilidades do Estado. Que até hoje deve explicações convincentes sobre a não duplicação e revitalização dos cerca de 9 quilômetros do trecho urbano da BR-280, entre Guaramirim e Jaraguá do Sul. Prometidos solenemente há cerca de oito anos pelo ex-governador João Raimundo Colombo (PSD). Aliás, consta que o atual governador já descartou o projeto.

Por Celso Machado

POLÍTICAS E POLÍTICOS 11.06.2019

Bracinho - "A nossa barragem continua em muito bom estado, com a situação normal e sem risco". A afirmação é do chefe do setor de operação e manutenção da Celesc, Flavio Spolaor, sobre a barragem do Bracinho, em Schroeder 1 (foto). Em declarações à imprensa em fevereiro deste ano. Em 2015, disse Spolaor na mesma entrevista, a estrutura passou por vistoria minuciosa, sendo totalmente automatizada, com implantação de planos de segurança e emergência, além de ações preventivas regulares. Na semana passada o vereador Jaime Negherbon (MDB) manifestou preocupação.

Por Celso Machado

POLÍTICAS & POLÍTICOS 07.06.2019

Além de um punhado de vereadores e o prefeito de Guaramirim, Luís Antônio Chiodini (PP) particularmente interessado em uma solução rápida para a SC-108, deputados, empresários e lideranças comunitárias e os próprios moradores da Vila Freitas ignoraram olimpicamente o protesto convocado pelo presidente da Câmara de Jaraguá do Sul, Marcelindo Gruner (PTB). Ciumeira política? Pouca divulgação? Compromissos mais importantes? Horário impróprio? Sabe-se lá. Paradoxalmente, os ausentes são os que mais vociferam contra a inércia do governo. Incluindo os que cobram a presença do governador Carlos Moisés (PSL) e de seu governo na região.

Por Celso Machado

POLÍTICAS & POLÍTICOS 06.06.2019

PL NA MAJORITÁRIA - No Partido Liberal (antigo PR) de Jaraguá do Sul a decisão está tomada: o partido terá candidato a prefeito em Jaraguá do Sul, além de 17 nomes para vereador, incluindo cinco mulheres. Segundo disse ao JDV o presidente da comissão provisória do PL, o advogado e professor César Aguiar, o ex-prefeito Moacir Bertoldi e ainda filiado ao partido, é nome bastante lembrado pelos eleitores em qualquer consulta que se faça. "Porém, uma candidatura (de Bertoldi) a prefeito vai depender dele próprio", observou. Em 2008, Bertoldi tentou a reeleição, mas ficou em segundo, atrás de Cecilia Konell (DEM), numa diferença de sete mil votos.

Por Celso Machado

A PROPÓSITO 05.06.2019

A foto, de 1967, mostra a busca do Rei do Tiro, Helmuth Wagenknecht (meu avô) na casa dele, no no Bairro Ilha da Figueira. Ficou Rei na antiga Sociedade Vitória", diz Jonathan Wagenknecht.

Por Celso Machado

POLÍTICAS & POLÍTICOS 05.06.2019

O ato é simbólico e não terá o impacto que o fechamento da Rua Carlos Oechsler, que serve de acesso a Jaraguá do Sul, causaria ao tráfego de veículos vindos de Massaranduba e vice-versa. Mas a comemoração dos 108 dias de interdição da SC-108, a contar de 18 de fevereiro passado, com um bolo de aniversário, já é sinal de que nem todos dormem a sono solto diante de um problema que causa transtornos diários há mais de três meses.

Por Celso Machado

Por que você não investe?

Em recente entrevista dada ao Valor Investe a influenciadora digital Nathália Arcuri disse que o grande problema do brasileiro hoje não é falta de dinheiro para investir e sim falta de conhecimento.

Por Cristiano Mahfud Watzko

POLÍTICA & POLÍTICOS 30.05.2019

Passados seis anos do início das obras, em 2013, com grande foguetório do PT, os primeiros oito quilômetros da duplicação da BR-470, entre Gaspar e Ilhota, serão liberados ao tráfego na semana que vem. Provavelmente, quanto todo o trecho até Navegantes for concluído, o asfalto já estará detonado, do jeito que aconteceu com a BR-101 no Sul do Estado. A promessa é de que outros quatro quilômetros fiquem prontos ainda em 2019. De resto, até Indaial, tudo ainda é um mistério. Pior que isso, a BR-280, entre a BR-101 e Nereu Ramos, em Jaraguá do Sul, depois de cinco anos (começou em 2014) não tem um metro sequer concluído. Aliás, quem passa pelo trecho tem a impressão de ser só uma obra de revitalização dos acostamentos. Do "outro lado" da 101, até São Chico, só mesmo por milagre do Padre Aloisio Boeing

Por Celso Machado

POLÍTICAS & POLÍTICOS 29.05.2019

Os R$ 3,5 milhões anunciados como recursos da Defesa Civil Nacional para a recuperação da SC-108, em Guaramirim, foram reduzidos para R$ 2,7 milhões. Das duas uma: ou exageraram na previsão inicial de custos ou teremos ali mais uma obra pública meia boca como tantas outras. Alguém precisa explicar isso com muita clareza, coisa que subalternos não fizeram até agora. Por isso mesmo, se o primeiro convite feito ao governador Carlos Moisés (PSL) foi ignorado por conta de uma agenda (dele) destrambelhada à época, está na hora de convidá-lo de novo. Temos aqui na região uma penca de problemas que cabe ao Estado resolver.

Por Celso Machado

POLÍTICA & POLÍTICOS 28.05.2019

Lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), no dia 14 deste mês, torna obrigatória a instalação banheiros químicos acessíveis para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida em eventos públicos ou privados. Nunca inferior a 5% do total disponibilizado. Legislação catarinense em vigor desde 2016, em projeto de lei de autoria do deputado Luiz Fernando Vampiro (MDB), já prevê o procedimento e foi citada como exemplo nacional. Em SC, a multa prevista em caso de não cumprimento é de R$ 2 mil, podendo o valor ser dobrado em caso de reincidência. A fiscalização da lei, ainda desconhecida pela maioria da população, é obrigação da Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, que concedem os alvarás para os eventos públicos e privados. A estimativa é de 27,5% da população catarinense precisa destes banheiros adaptados.

Por Celso Machado

A Propósito 28.05.2019

Rolli Bruch descreve a foto: "Nos anos 1950, uma das diversões preferidas dos jovens empresários de Jaraguá do Sul era frequentar as noitadas dos Clubes de Bolão. A foto mostra integrantes do extinto Clube de Bolão Baependi, jovens e promissores empresários e executivos, que, com os anos, foram a base do desenvolvimento industrial e comercial de nossa região. Até os anos 1950, nossas indústrias eram predominantemente ligadas a produtos agropecuários. Em pé, da esquerda para direita: Loreno Marcatto, Heinz Rodolfo Kohlbach, Willy Laufer, Edite da Silva (rainha do Clube), irmã de Eggon e Eugênio da Silva), Walter Carlos Hertel (Bubi, expedicionário), Heinrich Geffert, José Narloch e Hans Breithaupt. Agachados: Geraldo Marquardt, Durval Marcatto, Osvaldo Heusi, Raimundo Emmendoerfer, Eugênio Victor Schmöckel e Eugênio da Silva. Só para lembrar: Heinz Kohlbach, na ocasião, começava a produzir motores nos fundos de sua loja. E Eggon João da Silva ainda era funcionário do Banco Indústria e Comércio". Do editor: Fundado em 1934 por Irineu Bornhausen (Itajaí) e Otto Renaux (Brusque), o Banco INCO operou até 1968, quando foi adquirido pelo Bradesco. (Fonte: Antigamente em Jaraguá do Sul/postado por Rolli Bruch)

Por Celso Machado

Menos uma de amar, uma ao mar.

O Mar sempre tem bons conselhos a dar e entre uma onda e outra nos entendemos, dessa vez ele me disse algo que eu quero dividir com você.

Por Carla Nunes
1 2 3