POLÍTICA & POLÍTICOS

Celso Machado

Nascido em Blumenau, 68 anos, 53 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul).

Ver artigos

Lá é cá 1- Governador gaúcho Eduardo Leite (PSDB) adota modelo catarinense em projeto onde empresários, apenas com informações pela internet ao Estado, obtenham o licenciamento ambiental para atividades consideradas de menor risco. Isso já é lei em SC desde 2018, no governo de Pinho Moreira (MDB). O primeiro licenciamento foi emitido para um avicultor de Jaborá, região Oeste do Estado. Respeitando regras vigentes, é claro.

Lá e cá 2- Em São Paulo o governador João Dória (PSDB) baixou decreto instituindo o programa “SP Sem Papel”, uma cópia quase que literal do programa “Governo Sem Papel” introduzido pelo governador Carlos Moisés (PSL). Com projeções de economiza recursos públicos da ordem de R$ 29 milhões/ano. É isso, boas ideias podem e devem ser copiadas. Percebe-se que alguns vereadores de Jaraguá do Sul já pensam assim. Aleluia, aleluia.

Agrotóxicos- Se fez inimigos no meio rural e entre deputados do MDB, PV, PSD e PDT, contrários à medida, o governador Carlos Moisés (PSL) ganhou o apoio irrestrito do Ministério Público Estadual ao tirar os incentivos fiscais para produtos agrotóxicos, tentando frear o uso indiscriminado de venenos nas lavouras. Porém e infelizmente, indispensáveis para se poder suprir a atual demanda mundial do consumo de alimentos.

Ao relento- Usuários do posto de saúde Schroeder 1 enfrentam o mesmo problema que pacientes da maioria dos postos de saúde de Joinville: ficam ao relento, de madrugada, até que o portão se abra dando acesso a áreas cobertas. Madrugam porque o atendimento se dá por ordem de chegada com consultas limitadas. O registro foi feito na Câmara pelo vereador Danilo Tizziani (MDB).

Regredindo- Vereadores de Blumenau aprovaram lei permitindo criação de animais ungulados- os que têm cascos, como bois, cavalos e porcos, por exemplo- em áreas urbanas. Derrubando artigo de lei municipal sancionada em 2005 pelo ex-prefeito João Paulo Kleinübing (DEM). Em Jaraguá do Sul o Código de Posturas também proíbe, mas é notório que a fiscalização anda (se é que anda) por aí com um olho fechado. E a vizinhança que se dane com o cheiro e as moscas.

A pedido da Superintendência Regional da Polícia Federal do Paraná, o ex-presidente Lula da Silva (PT), que cumpre pena de oito anos e 10 meses em Curitiba por conta da primeira condenação na Lava Jato, será transferido para uma cadeia em São Paulo. Ontem (7) a juíza Carolina Lebbos aceitou a argumentação de que a transferência reduzirá as demandas apresentadas diariamente à corporação (advogados) e outras instituições envolvidas, reduzindo gastos e o uso de recursos humanos. Além de devolver à região a tranquilidade e livre circulação para moradores e cidadãos que buscam serviços prestados pela Polícia Federal. A PF do Paraná disse, ainda, que por conta da prisão de Lula, os órgãos de segurança têm de atuar de forma permanente para evitar confrontos entre "grupos antagônicos" e que toda a região da carceragem teve a rotina alterada desde então. Acrescentando que as instalações são limitadas para casos de presos de longa permanência. Em 18 meses, a prisão de Lula em Curitiba já bateu na casa dos R$ 5 milhões. Agora, caberá à Justiça de São Paulo decidir em qual cadeia ele cumprirá o restante da pena, reduzida de 12 para pouco mais de oito anos pelo Superior Tribunal de Justiça.

Direito vitalício- Assim como outros cinco ex-presidentes da República vivos (Fernando Collor de Mello, Fernando Henrique Cardoso, José Sarney, Michel Temer e Dilma Rousseff) Lula tem direito vitalício a manter quatro seguranças, dois assessores, e dois motoristas com dois carros oficiais à disposição. Em um ano, a conta dessas despesas, todas pagas com dinheiro público, fechou em R$ 730 mil (apenas no caso de Lula) sem contar diárias e viagens. E tudo vai na conta do contribuinte.

Ônibus- Guaramirim está na lista dos 35 municípios que vão receber no próximo dia 12 ônibus escolares adaptados com rampas e poltronas móveis para alunos com deficiências físicas e capacidade para 29 passageiros. Ao custo unitário de R$ 189.900,00, os 116 veículos somam R$ 22 milhões repassados pela bancada federal catarinense (deputados e senadores). Em julho, outros 64 municípios foram contemplados pela bancada com 74 ônibus escolares.

Cavalos 1- Projeto do deputado Rodrigo Minotto (PDT/Criciúma) libera cavalos da raça Percheron para competições onde arrastam carretas sem rodas e com pesos, conhecidas por “zorra”. Disse que, segundo especialistas, se cavalos desta raça não praticarem atividades que demandem o uso de força, podem sofrer atrofiamento muscular e outros danos irreparáveis. Era prática comum em Pomerode, na conhecida “Puxada de Cavalos”, com os animais arrastando pesos de 1.000 a 2.500 kg por 24 metros em pista improvisada e com lama.

Cavalos 2 - Hoje, isso é proibido no artigo 9º do Código Estadual de Proteção aos Animais. Fruto de um projeto lei da ex-deputada Ana Paula Lima (PT) aprovado pela Assembleia Legislativa em 2001 e sancionado no mesmo ano pelo ex-governador Raimundo Colombo (PSD). Coincidência ou não, nas eleições de 2010 Ana Paula fez 1.397 votos em Pomerode. Em 2014, só 723. No mesmo ano, Raimundo Colombo somava 9.153 votos, mas caindo para 6.646 em 2014. Ao pé da letra, milhares de eleitores de Pomerode repudiaram a proibição.