O COLECIONADOR DE VESPAS

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

    

    Não é comum, embora não seja raro, surgir do ódio, uma paixão. Foi o que aconteceu com o italiano Marco Fumagalli, de Seregno, perto de Milão. Marco cresceu respirando o cheiro de motores na oficina mecânica de seu pai, e embora predestinado a segui-lo, odiava a scooter Vespa pelo que ela significava para ele. Imaginava que, por ser um conceito antigo, não era seu estilo, portanto, fora de moda. Porém, um anúncio no jornal Corriere della Sera que destacava a Vespa 50 Special, influenciou fortemente sua vida. A publicidade em torno da nova Vespa50, exaltando seu design, a facilidade para embarca-la e a produção de uma serie especial de 3ooo exemplares, transformou seu ódio em objeto de desejo que acabou sendo sua recompensa por ter sido aprovado nos exames escolares em 1990. A beleza fez o resto, e Marco, então com dezoito anos, se apaixonou tanto pela scooter, que começou a se interessar pela marca italiana, um ícone mundial.  

     Desenhada pelo engenheiro Corrado D'Ascanio em abril de 1946, e colocada em produção por Enrico Piaggio, essa scooter não mais saiu de cena, tornando-se não apenas o veículo de duas rodas mais famoso do mundo, como também, o design industrial de maior sucesso de todos os tempos. A simplicidade de sua construção, aliada ao essencial para a sua funcionalidade, fez da Vespa, um mito. Tanto, que ao longo do tempo, apareceram duas versões para o enigmático nome da scooter. Uma, faz referência a forma de inseto, para quem a observa de cima. Outra, sugere o ruído do motor, lembrando o produzido pelo inseto. Sem dúvida, as duas versões se sustentam!

     Perguntado sobre como e por que começou a colecionar Vespas, Marco alega que foi o saudosismo pelos tempos da Dolce Vita que conheceu através de filmes em preto e branco que documentavam uma Itália em grande agitação pós-guerra, especialmente, com artistas hollywoodianos pilotando Vespas pelas ruas de Roma. Aliado a este fato, sua mudança de atitude deveu-se, também, ao aniversário de 50 anos da marca.

     Em 1999, começou a pesquisar sobre a Vespa e a caçar modelos antigos e obsoletos por oferecerem mais charme, mas que haviam sido abandonados ou deixados para enferrujar. Escaneava anúncios de jornais em busca de pechinchas e escavava fundos de celeiros no Piemonte e na Lombardia. Costumava sair aos domingos e chegar em casa com a van cheia de Vespas que as pessoas lhe davam ou que comprava por muito pouco. Sua paixão pela marca cresceu ao longo dos anos, e o tempo recompensou a determinação e o faro do colecionador pela presa. Graças à Internet e uma rede de amigos, conseguiu estender seus horizontes, pesquisando e comprando os modelos que a Piaggio projetou e espalhou no mercado. Conseguiu resgatar modelos raros, como as 125 e 150TAP, a 125 de 1951 (farol baixo) utilizada no filme “De Férias em Roma”, a Vespa de 98cc de 1946, certificada em expressivos 50 mil euros, e o fascinante modelo militar GS150. E assim, Marco montou uma coleção de mais de 130 modelos e inúmeros objetos da marca e um arquivo de material histórico do primeiro ano de produção até os dias atuais. Perguntado sobre um sonho na gaveta, respondeu: “Eu diria impossível, mas nunca diga nunca! Uma Vespa Sei Giorni de 1951. ” Modelos que representam um dos símbolos da identidade italiana, significam, um museu, mas, os fanáticos seguidores da marca Vespa terão de se contentar com as pequenas instalações das quais Marco Fumagalli dispõe no momento, um espaço extremamente valioso em sua própria casa. Por enquanto, ele compartilha seu entusiasmo como colecionador particular através do Milan Vespa Club.

*Dedicado aos colecionadores por resgatarem e preservarem nossa memória cultural.

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.