NO MUNDO DA LUA

Sônia Pillon

Sônia Pillon é Presidente de Honra da ALBSC Jaraguá do Sul. Nasceu em Porto Alegre (RS), com formação em Jornalismo pela PUC-RS e pós-graduação em Produção de Texto e Gramática pela Univille (SC). Radicada em Santa Catarina, desde 1996 vive em Jaraguá do Sul. Iniciou a carreira jornalística na produção do SBT, em Porto Alegre, em 1990. Por uma década atuou como repórter na sucursal Jaraguá do Sul do jornal A Notícia. Paralelamente se dedica à literatura e às atividades culturais.

Ver artigos

As aparências que enganam

As aparências enganam. Quem não conhece esse ditado? Quanto mais passa o tempo, mais me convenço quão sábia é essa frase. E por mais que pareça chavão, nunca é demais lembrar. Vivemos em um mundo de superficialidades, e isso é inegável. Mas, para os que buscam a essência da vida e o seu sentido verdadeiro, essa triste realidade é até esquecida. Ah, as aparências!...

Parecer saudável não significa ter saúde. Sorrir o tempo todo não é sinal de felicidade. Quem é um bom conselheiro, nem sempre consegue resolver os próprios problemas. Transmitir força não significa ser forte realmente. Uma embalagem de encher os olhos não basta para garantir a qualidade do conteúdo. Uma pessoa bem vestida não é sinônimo de prosperidade, muito menos de honestidade e caráter. Parecer amigo e ser amigo de verdade são coisas bem distintas. Nem tudo o que reluz é ouro, não é mesmo?

Você com certeza ouviu inúmeras vezes essas frases, possivelmente até à exaustão. No universo corporativo e social, somos o que aparentamos ser. E é de praxe valorizar o “ter” em detrimento do “ser”. Isso também não é novidade para ninguém. Ah, as aparências!...

Experimente entrar em uma loja bem arrumado e reparar como imediatamente aparece alguém sorridente e solícito. A probabilidade de ser bem atendido é muito maior do que se estiver vestindo uma roupa do dia a dia. Se não tinha reparado nisso, faça o teste. Vá às compras em um dia que você sair com pressa de casa, sem tempo para se arrumar e constatará que o atendimento poderá ser bem diferente.

Nessas horas, lembro de uma amiga que certa vez passou por constrangimento em uma imobiliária. Ela, que tem uma situação financeira confortável e transpira simplicidade, após ser apresentada a algumas opções de compra, se interessou por um apartamento amplo e bem localizado, mas ouviu da corretora, rispidamente: “Mas esse imóvel é de alto padrão”. Ela e o marido se entreolharam. Decidiram então procurar diretamente a sócia-proprietária da imobiliária, que prontamente fechou a venda. Ao saber disso, a corretora, que perdeu uma boa comissão, pasmem, foi tirar satisfação: “Por que vocês não compraram comigo?!”.

“Porque você não acreditou que podíamos comprar”, respondeu, sem delongas, a minha amiga. Nem preciso dizer que a funcionária foi chamada à atenção e pouco depois, demitida… Será que aprendeu a lição? Ah, as aparências!... Lembro também de uma outra pessoa, que foi convidada a presidir uma instituição bastante respeitada. Ela não fazia parte da “elite” da cidade.

Foi questionada e desacreditada desde o início, boicotada internamente, inclusive. À certa altura, ao ver que praticamente “carregava o piano” sozinha, se desligou definitivamente da instituição e sabiamente se afastou daqueles que, no passado, chegou a considerar como “amigos”.

Recentemente fui convidada para um casamento fora de Santa Catarina. As reservas de horário para o penteado e a maquiagem foram feitas pelo site do salão, conceituado e com franquias em outras cidades. Cheguei de camiseta e jeans, de cara lavada. Já na entrada percebi um olhar de cima a baixo.

A cabeleireira demonstrou má vontade o tempo todo, sem “paciência” para trocar ideias sobre o penteado. Tive receio de que iria danificar os fios do meu cabelo, pela maneira rude como manuseava o secador e colocava os grampos no coque. O tempo voava e tive de sair dali pronta, já trajando o vestido longo e o sapato de salto agulha, para surpresa da cabeleireira... Ah, as aparências!...

Notas

Samae implanta ramal de esgoto na Rua José Narloch - O Samae iniciou ontem (18), mais uma obra para de implantação de rede de coleta com o objetivo de cumprir a meta de atingir os 90% de tratamento de esgoto sanitário no município em 2020. A implantação da rede e os ramais que ligam às residências na Rua José Narloch vai acontecer por um período de aproximadamente duas semanas – dependendo das condições climáticas –, num trecho de 800 metros entre as Ruas Afonso Benjamin Barbi e Dorval Marcatto. As intervenções devem ser no horário das 7h30 às 17h, período em que o trânsito fluirá em meia pista. Motoristas poderão utilizar desvios pelas Ruas Francisco Hruschka e Adelina Klein Ehlert. Após a conclusão das obras, a rua será repavimentada pela Prefeitura.

Prefeitura vai adquirir novo lote de estufas à agricultura familiar - A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Abastecimento, por meio do Fundo Municipal de Incentivo ao Desenvolvimento Rural e Agricultura, lançou edital para registro de preços para seleção de propostas à aquisição de conjuntos de abrigos para produção agrícola (estufas) ao longo de 12 meses, destinados para incentivo à agricultura familiar de Jaraguá do Sul. Os envelopes com a documentação e as propostas devem ser entregues até o dia 27 de novembro. O valor máximo do orçamento é R$ 401.950,00. O Município vai adquirir várias unidades de abrigo para produção agrícola, com tamanhos diferentes e sistema de gotejamento para os canteiros, inclusive a cobertura. É o chamado cultivo protegido. Lançado em 2017, o Projeto Cinturão Verde é dividido em etapas. Já foram entregues estufas em 2018 e 2019 de tamanhos variados. Os participantes recebem capacitação, orientação e assistência técnica quanto a questão do plantio, do cultivo e a colheita. E também a organização do grupo de produtores.

Eleitos, Machado e Demarchi vão dirigir o IFSC Centro e Rau - O professor José Roberto Machado foi eleito diretor-geral do Campus Jaraguá do Sul-Centro. O novo diretor teve 419 votos de alunos, 17 votos de técnicos-administrativos e 37 de docentes, conquistando 52,82% dos votos válidos. Em segundo lugar ficou o candidato Élson Quil Cardozo, que somou 121 votos discentes, 24 votos de técnicos e 11 professores, alcançando 29,58% dos votos válidos. Servidores e estudantes participaram da votação realizada na quarta-feira, dia 13 de novembro. No IFSC Campus Rau, o candidato Delcio Luís Demarchi foi eleito o diretor-geral obtendo 57 votos de alunos, 23 votos de técnico-administrativos e 28 de docentes, conquistando 37,01% dos votos válidos. Por uma margem bastante pequena ele ficou à frente do candidato Gerson Ulbricht, que somou 39 votos discentes, 12 votos de técnicos e 26 professores, alcançando 36,90% dos votos. O resultado oficial foi divulgado na página oficial das eleições. A homologação do resultado deverá ocorrer no dia 16 de dezembro. A homologação é dada pelo Conselho Superior do IFSC. O mandato deverá iniciar em abril de 2020

Vereador defende grupo de brigadistas para escolas e creches - A necessidade de mais atenção quanto à segurança nas Escolas e Centros de Educação Infantil, no que se refere à prevenção de incêndios e outras possíveis ocorrências semelhantes, foi levantada na Câmara. Gruner mencionou a possibilidade de organização de um trabalho com medidas preventivas nas unidades educacionais. “Em caso de incêndio em uma escola, que atitudes devem ser tomadas pelos professores? Temos que criar mecanismos para que as pessoas possam ficar seguras”, ponderou, acrescentando que vai encaminhar ao Executivo uma indicação, com minuta de projeto, para criação de grupo de brigadistas para atender escolas com trabalhos de orientação e simulados de ocorrências. “A prevenção é a melhor arma”, alertou. Segundo Gruner o assunto foi debatido durante uma reunião com munícipes, em seu gabinete.

Município vai reformar escola e adquirir brinquedos às crianças - O Governo Municipal lançou edital para contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de engenharia com fornecimento de materiais e mão de obra, para reforma em uma área de 2.057,30 m² para troca de cobertura, de instalações elétricas e de cabeamento estruturado, na Escola Rodolfo Dornbusch, localizada na Rua Professor Irmão Geraldino, Bairro Vila Lalau.

As propostas devem ser entregues até o dia 29 de novembro, com abertura na mesma data. O valor máximo da contratação é de R$ 1.831.905,06. Outra licitação é para a compra de brinquedos diversos às escolas de educação básica e centros de educação infantil. As propostas serão abertas no dia 3 de dezembro. O valor de referência (orçamento) é de R$ 1.022.955,20.

Agenda

Ver todos