FINADOS

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

        É tempo de reverenciar aqueles que se foram e de confortar aqueles que os tenham perdido. Mas é tempo também de refletir sobre o tempo! O mesmo tempo que multiplica expectativas, divide sentimentos, adiciona conhecimentos, mas subtrai nossa existência.

         Ao passar pelo portão de ferro que separa o cemitério de uma igreja no interior do município, ouvi algumas pessoas conversando sobre a morte enquanto limpavam algumas lápides. Não resisti e me detive por ali a ouvi-los debaterem sobre aquele assunto um tanto lúgubre! Disse um deles: - bom, se todos seremos enviados para cá, debaixo dessa terra para que as larvas nos devorem, por qual motivo nascemos? Outro respondeu-lhe: - agradeça por não ter nascido morto! E por aí fluía a prosa que se prolongava à cada pitaco dado por aqueles senhores, alguns mais temerosos que outros! Então, meti-me na conversa com os meus: - não acham vocês, que a vida é uma utopia? Não acham que se predominasse somente a realidade, teríamos nós, forças para continuar vivendo? Pensem que nosso sistema cerebral funciona com tamanha complexidade a ponto de nos fazer esquecer e apagar fatos relacionados à morte. Se assim não fosse, acreditam que voltaríamos por exemplo, a dirigir, depois de vermos pessoas destroçadas e mortas por acidentes? A morte necessita da vida, não acham? Da morte, ressurgirá a mesma energia da qual fomos concebidos e que ativou a replicação celular formando a matéria!

           Estava indo bem! Estas últimas palavras assustaram a freguesia! Sobre a vida e a morte, eu penso que restam duas alternativas. Acreditar na transcedentalidade, ou seja, em tudo aquilo que está além dos limites conhecidos do universo, ou, naquilo que cada entidade religiosa vem pregando como verdade absoluta, embora o absolutismo seja responsável por esmagar o conhecimento, fazendo com que a morte tenha sentido apenas através de crenças pré-estabelecidas. Sem que mais alguém estivesse por ali a dar trela para um intrometido, fiz-me uma pergunta tão banal quanto incômoda: - Se viver é evoluir, para que então, morrer? Ah! Dirá você: - obviamente, é a etapa final de todo tipo de vida! E então? Deve-se morrer para que aconteça a tal revitalização da energia que nos habita, que na verdade, é fonte de todos os credos? As respostas estão condicionadas às nossas limitações, e nada mais!

           Embora minhas propriedades organolépticas me desencorajassem a enfrentar os insalubres gases e odores florais, fiz minha visita aos túmulos de familiares relembrando a passagem por esse mundo daquelas queridas energias que dali já se dissiparam e das matérias que ali ainda jazem. Parecia-me que vozes etéreas me tocavam, e então sentei-me onde a pouco alguém flertava com a morte e pensei! - Poxa! A vida é bela? Pode ser, mas depende da combinação das tintas de sua aquarela. A vida é amarga? Bem, depende das sutilezas com que você a adoça! Porém, é finita. E, não depende do que você faça ou deixe de fazer. A morte não escolhe quanto tempo você vai viver, e nem a vida! Nesta altura, busquei a lucidez de um poeta, o escritor palestino Mourid Barghouti que disse: - No meu desespero, eu me lembro que há vida após a morte, e embora eu não tenha nenhum problema quanto a isso, eu pergunto: Meu Deus! Há vida, antes da morte?

          Ah! Como gostaria, assim como você caro leitor, de ser creditado em algumas décadas com os conhecimentos ainda limitados que hoje tenho! Certamente, apararia muitas arestas, uniria pontas sem nó e isolaria muitos fios desencapados. Sinto pelo desaparecimento do passado, pois ao olhar no retrovisor a régua do tempo, vejo também que para muitos, a vida já vai deixando saudade!

 

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.