E O TURISMO JARAGUAENSE, COMO VAI?

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

 

O documentário Roteiros pelo Mundo, protagonizado por Pedro Andrade e reproduzido no GNT Play, e disponibilizado no YouTube sob o título, Um tour incrível pela Geórgia, atraiu minha atenção. Devido a alguns acidentes geográficos similares, lembrei-me imediatamente de Jaraguá do Sul. Tbilisi, a capital da Geórgia, fascina quem a visita pela engenhosidade em ligar o novo ao antigo. A resiliência e tolerância ao tradicionalismo e ao moderno conceito de se viver em sociedades plurais, faz dela a queridinha do Turismo Mundial, deixando a comer pó, muitos ícones turísticos conhecidos. Mas, é evidente que nada partilhamos culturalmente com este país tão antigo, onde corrupção e ideologias já não fazem parte de uma nação balizada ainda, por correntes religiosas e carregadas de estereótipos. Antes de pertencer a extinta União das Republicas Socialistas Soviéticas e de ter feito parte do reino Persa, Tbilisi foi conquistada e reconquistada ao longo dos séculos. Além de suas cicatrizes, ela exibe desde muralhas de fortalezas medievais às novas e badaladas boutiques de luxo. Do alto de um morro servido por um teleférico (que inveja), vê-se que a cidade lá embaixo, molda-se em torno de um rio por onde desfilam obras arquitetônicas futurísticas. É praticamente impossível dissociar Tbilisi de seu rio e de suas charmosas e perfeitas ruas de paralelepípedos, onde antigas fábricas soviéticas foram transformadas em modernos hotéis.

 

Turismo é vitrine! É essencial para a evolução de sociedades que precisam capitalizar recursos para transcender sua limitada capacidade de aparelhamento cultural. Enquanto poucas cidades emergem de errôneos conceitos, outras em sua quase totalidade rejeitam qualquer iniciativa, permitindo-se continuar no ostracismo. Mas, e Jaraguá do Sul, o que faz? Ah, dirão alguns! Jaraguá do Sul não tem vocação turística! Será? Mas, por que tamanha isenção? Por qual razão paramos de sonhar? Este tema ainda repleto de tabus, pode transmitir a sensação de que o Turismo não é interessante para o nosso desenvolvimento! Nossa cidade tem uma capacidade impressionante para atrair eventos dos mais variados segmentos como vem acontecendo. Ótimo! Mas, temos a mesma capacidade para reter o visitante por mais que um dia? Há muitas coisas a serem feitas e projetos a serem retomados. Evidentemente, tudo ao seu tempo e tempo este, que os georgianos nos apresentam como lição para um aprendizado que, em nosso tempo e lugar, parece perder-se com dispensáveis discussões sem a indispensável mobilização da sociedade.

 

Podemos passar por crises econômicas, mas não por crises de pensamento. Um exemplo clássico foi o envolvimento da comunidade italiana de iniciativa privada com o setor público que resultou na Chiesetta Alpina, um dos mais belos monumentos do Brasil. Da mesma forma, um teleférico no morro das antenas poderia materializar sonhos e consolidar empreendimentos. A protelada plataforma arquitetônica para pedestres no pilar da antiga ponte, similar a de Tbilisi, poderia mudar a cara da cidade. Somos parte do contemporâneo mundo tecnológico, argumento suficiente para provar que nossa vocação não seria apenas a de desfrutar do que nos sobra do império industrial que a duras penas conquistamos ao longo de pouco mais de um século! A ver pelas nossas industrias de ponta, somos realmente diferentes. Somos futuristas! E bem por isso, sem que percamos o bondinho da história, poderíamos nos dedicar ao ramo do Turismo de Negócios, a exemplo de Feiras Internacionais de Inovação e Tecnologia. Diante de infinitas possibilidades e dispensando antigas dialéticas, o que de fato temos a mostrar a quem porventura nos visita, além de desconectadas e dispersas, embora válidas iniciativas? "Se não atraímos, é porque pouco ou nada temos a oferecer!"

 

 

Notas

Dico e Celestino dividirão presidência da Câmara este ano

Jaraguá do Sul - Desde o dia 1º de janeiro, Isair Moser, o Dico, do PSDB, é o presidente da Câmara de Vereadores. Ele recebeu nove votos contra dois para Ademar Winter, que votou em si e recebeu também de Rogério Jung, do MDB. O vice-presidente é Eugênio José Juraszek (PP), 1º secretário Celestino Klinkoski (PP) e 2º secretário Ronaldo Magal de Souza (PSD).

A eleição de Moser seguiu acordo firmado em 2016, após a eleição municipal. Em 2017 o presidente foi Pedro Garcia, em 2018 Anderson Kassner e no ano passado, Marcelindo Carlos Gruner, que se despediu no dia 31 de dezembro.

Estrutura da Secretaria de Educação muda de endereço-A Secretaria de Educação de Guaramirim está agora atendendo junto à Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, localizado na Rua Irineu Vilela Veiga, 222, Centro. O telefone de contato é 3373-3397. A mudança ocorreu pelo fato de que em 2020 inicia a construção da nova estrutura da Escola Municipal de Educação Fundamental Dorvalino Felipe e, neste período, os alunos serão realocados para estudar no prédio da Secretaria de Educação, na Rua 28 de Agosto. A decisão de levar a Educação para atender no mesmo local do Desenvolvimento Social é para otimizar o espaço e economizar com aluguel. Com isso, a Defesa Civil e os Bombeiros Militares, que antes utilizavam salas na Secretaria de Desenvolvimento Social passaram a atender junto à Fundação Cultural.

Colaboradores da Lunelli aderem ao aplicativo Waze-A sustentabilidade é recorrente em todos os setores que envolvem a cadeia produtiva, e também a gestão do Grupo Lunelli, empresa que acaba de se tornar uma parceira do Waze Carpool, o aplicativo de caronas do Waze. A partir de agora, os colaboradores das duas unidades de Guaramirim podem utilizar o aplicativo Waze Carpool, solicitando ou oferecendo carona para os colegas de trabalho, por meio de grupos formados exclusivamente por usuários que sejam trabalhadores da empresa. A iniciativa é uma forma de transformar o trânsito de forma inteligente e sustentável, aproximando colegas de trabalho e gerando economia para motorista e passageiro. Com a novidade, a empresa já acumulou mais de 3,5 mil quilômetros em viagens até o trabalho, deixando de emitir 13,132Kg de CO2 (dióxido de carbono), substância que gera poluição no ar.

Marja Rebelatto assumirá Colegiado de Educação em 2020 - O Colegiado de Educação da Amvali, coordenador pelo secretário Cristiano Rodolfo Tironi realizou no dia 10 de dezembro o último encontro do ano, na Escola Ministro Pedro Aleixo, em Massaranduba. O grupo avaliou as principais ações realizadas no ano e os planos para 2020. Também foi realizado a escolha da nova gestão do Colegiado, onde a secretária de Educação de Guaramirim, Marja Prüsse Rebelato, assumirá como coordenadora, a secretária de Educação e Cultura de Corupá Rosane Martini Berti como vice coordenadora. O secretário de Educação de Schroeder, Eberton Vargas Trentin, será o secretário do Colegiado.

Coleta de lixo e Águas de Massaranduba - A coleta de lixo em Massaranduba será normal, parando apenas no Natal (25) e na virada de ano (1º). Já a coleta seletiva que acontece sempre nas quartas-feiras, serão realizadas nos dias 26 e 27 de dezembro e 2 e 3 de janeiro de 2020. Na Águas de Massaranduba, o atendimento comercial encerra no dia 23 e retorna no dia 3 de janeiro. O atendimento normal a partir de 6 de janeiro. Para emergências ligar para 0800-643-4070, ou (47) 3379-2595.

Agenda

Ver todos