A CANOA, O MUSEU, O CONTRABAIXO E A MUSICA!

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

        A canoa que trouxe os primeiros colonizadores a estas terras é o extrato de uma história! Nela embarcada, estava Emílio Carlos Jourdan, o fundador que mais tarde dotaria Maria Umbelina da Silva, a cuidadora de seus filhos, da posse de terras no Jaraguá. As terras foram novamente doadas, mas neste episódio surge outro Emílio, seu filho. O nome, talvez, inspirado no engenheiro belga.

        O prédio inspirado em obras na Itália das décadas de 30 e 40, ora reformado e que resiste ao tempo abrigando o recém reinaugurado Museu Histórico de Jaraguá do Sul, foi construído para atender aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário em 1941. Entretanto, a história do Museu Histórico começa muito antes da revitalização do edifício e de sua instalação naquele local que dispõe hoje de um acervo composto por milhares de peças de uma riqueza histórica inexorável. E dentre elas, um instrumento musical! Um contrabaixo acústico fabricado na década de 50 com a finalidade de compor um conjunto musical do qual originou-se a primeira orquestra do município de Jaraguá do Sul.

        O raríssimo contrabaixo, desaparecido por mais de 20 anos, é o único instrumento que resultou do trabalho como Luthier, fabricante artesanal de instrumentos musicais, de Emilio da Silva. Localizado e resgatado junto a uma orquestra, onde se encontrava em desuso, pode ser apreciado no Museu Histórico de Jaraguá do Sul, que após a revitalização de 2001, recebeu o seu nome como justa homenagem.

        Emílio da Silva (01/11/1900-03/07/1999), além de patrono do museu, foi político integralista, professor e pesquisador de trajetórias, como dizia seu biógrafo. Mantinha em sua própria casa um acervo cultural fantástico que o enaltecia como escritor, historiador e o condecorava nos temas também, geográficos e toponímicos, pois foi o primeiro a construir um mapa topográfico de Jaraguá do Sul. Para muitos, um desbravador da cultura, sendo pioneiro em realizar atividades no ensino do método da Escola Nova. A inquietude de Emílio levou-o a ser construtor, agrimensor, fotógrafo amador, pioneiro na atividade museológica e também um dos pioneiros na música, especialmente no cultivo da música erudita e na formação de grupo orquestral, sendo um dos fundadores da SCAR – Sociedade Cultura Artista, que atualmente é um verdadeiro monumento à cultura com projeção mundial. Vale citar que foi em 8 de junho de 1956, que a pianista Adélia Fischer e seu marido Francisco deram início a fundação da SCAR, e em 15 de junho de 1957 às 20h30, foi realizado no Clube Atlético Baependi o primeiro Concerto de Gala da Orquestra recém-criada sob a regência de Francisco, e como justa homenagem àquelas das quais algumas conheci, cito que a orquestra foi composta por Fernando Springmann, Joaquim Piazera, Geraldo Harnack, Pedro Donini, Romeu Bastos, Ilton Bastos, Werner Voigt, Guido Fischer, João Amaral, Germano Puettgen, Jorge Bornschein, Arlindo Bornschein, Inge Hasse, Adélia Fischer, Yara Springmann, e nosso homenageado-mor, Emilio da Silva.

        Como continuação desta história, iniciou-se neste domingo às 20h30, o concerto de abertura da 15ª FEMUSC. Sem dúvida, o legado desta geração de pessoas abnegadas que, sem aqueles que os sucederam com brilhantismo como o inesquecível maestro Ricardo Feldens e as diretorias que pela SCAR passaram, não teria como acontecer. SCAR não é apenas música, é a mais pura expressão da arte cênica, plástica e musical. Nasceu para se popularizar e mesclar-se dentre nossa sociedade. A arte é para todos. Cultivemo-la sentindo-a, expressando-se, contemplando-a em sua total harmonia.

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.