Geral

Nova linha privada de transmissão vai cortar cidades da região

Foto: Reprodução

A Neoenergia S.A. venceu o Lote 1 do Leilão 004/2018, promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica no final de dezembro daquele ano e para fins de execução do licenciamento ambiental e das atividades de instalação, operação e manutenção da Linha de Transmissão LT 525/230/138 kV Joinville Sul – Itajaí II – Biguaçu, subestações e seccionamentos associados e demais projetos e estruturas desse Lote foi criada a Sociedade de Propósito Específico (SPE) denominada EKTT 11 Serviços de Transmissão de Energia Elétrica.

O Relatório de Impacto Ambiental elaborado através de um resumo do Estudo de Impacto Ambiental, se encontra no link do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), mas a EKTT 11 está distribuindo também aos municípios por onde a nova rede vai passar uma via impressa com detalhes do empreendimento, para fins de consulta com vista à realização de audiência pública que deve acontecer proximamente.

Segundo o relatório, 16 cidades serão cortadas pela linha de transmissão e um total de 563 propriedades serão afetadas pela faixa de servidão do empreendimento, sendo 553 propriedades rurais e 10 urbanas, dados esses obtidos por meio do Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (2019) e pelos levantamentos realizados em campo.

Estima-se que 58 benfeitorias serão interceptadas pelas faixas de servidão do empreendimento. O único bem tombado pelo patrimônio histórico identificado foi a Casa Schiochet, em Nereu Ramos, Jaraguá do Sul, que dista 1,43 km do eixo da linha. O Iphan já se manifestou informando a necessidade de preservar o patrimônio paisagístico dentro de um raio de 500 metros a partir do bem tombado.

Jaraguá do Sul terá mais de 52 km de rede dentro do seu território

De acordo com o relatório, que é de caráter público, a implantação da LT 525/230/138 kV Joinville Sul - Itajaí II - Biguaçu, subestações e seccionamentos associados foi indicada em estudos técnicos elaborados pela Empresa de Pesquisa Energética como parte do conjunto de obras necessários para a ampliação de reforços nos sistemas de transmissão do Sistema Interligado Nacional, especificamente para a região Nordeste de Santa Catarina, sendo parte de um planejamento estratégico que busca viabilizar o intercâmbio energético das fontes geradoras, em especial da região Norte, com os subsistemas com demanda.

No estudo foram levantadas as características da região como o clima, solo, relevo, presença de rios e corpos d’água, plantas, animais, áreas importantes para a conservação, municípios interceptados e características das comunidades e população próximas. E a partir desse conhecimento fez-se a avaliação de quais as interferências e alterações que poderão ser causadas na região pelo empreendimento, abrangendo as fases de planejamento, implantação e operação. A nova linha de transmissão terá 290,59 quilômetros. Municípios do Vale do Itapocu fazem parte do traçado, sendo que em Jaraguá do Sul são 52,97 km (18,93% do total), o mais impactado, com linha dupla, como mostra o mapa. Em Guaramirim são 43,00 km, São João do Itaperiú 11,57 km, Massaranduba 8,86 km, Corupá com 0,99 km e Schroeder 16,67 km.

Dezesseis cidades serão interceptadas e linha terá 725 torres

Na construção de todo o empreendimento serão instaladas aproximadamente 725 torres estaiadas e autorportantes. As torres autoportantes são instaladas normalmente em vértices (ângulos) e as torres estaiadas durante trechos lineares, quando ocorre o alinhamento do traçado. Ao longo do trecho haverá necessidade de supressão da vegetação em aproximadamente 311 hectares. Os municípios que serão interceptados pela Linha de Transmissão são: Corupá, Jaraguá do Sul, Schroeder, Guaramirim, Joinville, Massaranduba, São João do Itaperiú, Luiz Alves, Barra Velha, Balneário Piçarras, Navegantes, Ilhota, Itajaí, Camboriú, Tijucas e Biguaçu.

De acordo com a última projeção da população realizada pelo IBGE em 2019, os municípios, pertencentes ao empreendimento, totalizavam 1.437.433 mil habitantes, destacando Joinville, Itajaí e Jaraguá do Sul como os mais populosos e, somados, chegam a 984 mil, ou seja, cerca de 70% da população total. Ao longo do trecho, 58 benfeitorias serão interceptadas pelas faixas de servidão do empreendimento, ou seja, entre 45 e 70 metros, onde algumas atividades poderão ser realizadas, outras não, por conta das torres, da fiação e do campo elétrico.

IMA-SC vai realizar audiência pública antes do licenciamento

Em Jaraguá do Sul, a rede passará pelos bairros Santo Antônio, Três Rios do Norte e João Pessoa; em Guaramirim, na região da Corticeira; em Massaranduba, no Ribeirão da Lagoa, em São João do Itaperiú, localidade de Santa Cruz e Corupá, na região do Itapocu. E também Schroeder I.

No entanto, a construção do empreendimento só poderá ser iniciada após a emissão da Licença Ambiental de instalação (LAI) e da Autorização de Corte (AuC), que ocorrerá após a aprovação do EIA/RIMA e emissão da Licença Ambiental Prévia (LAP) pelo IMA. Antes haverá audiência pública, ainda não definida. O documento impresso entregues aos municípios interceptados pela rede, com informações do estudo de impacto ambiental faz parte do processo.

Notas

Partidos buscam mulheres para se lançarem em campanha - Com o veto às coligações proporcionais, partidos políticos têm feito uma corrida interna para ampliar o número de mulheres dispostas a se lançar em campanha. Como a nova regra obriga a partir deste ano que cada legenda tenha, de forma independente, ao menos 30% de nomes femininos nas urnas, partidos que não alcançarem esse percentual vão ter de barrar homens na eleição. Se a cota feminina não for alcançada, a lista de homens terá de ser reduzida na mesma medida e a chapa será então proporcional. Em eleições anteriores, quando a cota do gênero já estava valendo, mas o veto às coligações ainda não, os partidos se coligavam e valia a média de candidaturas femininas do bloco. Na prática, uma legenda podia salvar a outra. Agora é cada uma por si. E além de estabelecer uma percentagem mínima de candidaturas de mulheres, as regras eleitorais determinam que os partidos destinem ao menos 30% de sua verba do Fundo Eleitoral para as campanhas femininas. A corrida por mulheres candidatas está acontecendo em todos os partidos.

Escola de gastronomia organiza duas oficinas - O Chef Gourmet, escola de gastronomia sediada em Jaraguá do Sul, está organizando duas oficinas para capacitação de interessados no universo gastronômico. No dia 22, o chef e professor Gabriel Leoni fala sobre melhores cortes de legumes e verduras para várias preparações e também como congelá-los. Já nos dias 28 e 29, é a vez de a chef Dominique Conceição ensinar aos participantes os segredos da preparação de ovos de Páscoa. As inscrições podem ser feitas pelos telefones (47) 9 9115-8506 e 3055-0679. Para saber mais, basta acessar www.escolachefgourmet.com.br ou seguir as redes sociais da marca.

Secretaria de Saúde promove audiência pública - Os resultados do último quadrimestre serão apresentados à população pela Secretaria de Saúde de Massaranduba na segunda-feira (24), a partir das 9h30min, na Câmara de Vereadores. O relatório dará também os números consolidados do ano. A audiência é o meio pela qual a comunidade pode acompanhar a execução da programação anual da saúde relativos a 2019 e os principais detalhes sobre recebimentos e aplicação dos recursos financeiros e prestação de serviços.

CARNAVAL – O Clube Atlético Baependi promove no dia 25, terça-feira, o carnaval infantil a partir das 14h, com animação do Dj Xalinho e tendo como atração o Robô Led. No local haverá food truck. Evento gratuito para sócios e não sócios a R$ 5,00. Até cinco anos é livre.

Centenário realiza a festa de rei e rainha - A Sociedade Desportiva Recreativa Rio da Luz II – Salão Centenário, realiza no dia 22, sábado, a festa de rei e rainha com baile, a partir das 18h com a concentração dos sócios e uma hora depois a busca das majestades, Muriel Cristo e Jehnefen Tonello (rei e rainha), Natalício Shimanski, David Horongozo, Cecília Schimanski e Tânia Fischer (cavalheiros e princesas). Aldoir Oldenburg será o comandante. O baile começa às 20h30min com a Banda GBD, posteriormente o Grupo Chama e para finalizar a noitada, o Grupo Talagaço. O valor por participante é R$ 35,00 com direito ao buffet, duas horas de bebidas livre (cerveja, refrigerante e água) e impresso para o baile. Quem for apenas para o baile pagará R$ 15,00.