Meio Ambiente,Polícia

Descarte indevido de lixo na mira das armadilhas fotográficas

Foto: Divulgação/PMJS

Em uma ação conjunta da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama), Diretoria de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura de Jaraguá do Sul com apoio da Polícia Militar, infratores que descartam lixo em áreas indevidas, estão sendo identificados e autuados por crime contra o meio ambiente. Exemplo disso, ocorreu recentemente quando um casal foi flagrado ao depositar lixo na região do Krause, na Ilha da Figueira. O local é usado como lixão clandestino e já foi alvo de outras ações de fiscalização do Município. “A gente tem uma bateria de câmeras, armadilhas fotográficas, que utilizamos, a princípio, na questão do inventário dos animais aqui da região. No entanto, a gente migrou parte dessas câmeras para locais que o pessoal tenha depositado indevidamente lixo”, adiantou o presidente da Fujama, Normando Zitta.

“Periodicamente, a gente faz essa a leitura dos dados registrados neste equipamento e por conta disso, pegamos alguns infratores, em especial na região do Krause onde já tem esse depósito clandestino”, destacou o representante da Fujama. Ele adianta que novas câmeras serão instaladas ali e em outros pontos da cidade. “Sendo flagrado esse pessoal receberá multas que variam de R$ 5 mil a R$ 50 mil. Além disso, vão ter que fazer a limpeza do local e ainda poderão responder a inquérito criminal podendo ser enquadrado por crime ambiental pela Lei Federal 9605/1998 que prevê reclusão de 1 a 5 anos”

Já o diretor de Proteção e Defesa Civil da PMJS, Hideraldo Colle, não entende como ainda há pessoas na comunidade de Jaraguá do Sul que cometem este tipo de delito. “Recentemente a Prefeitura inaugurou o Posto de Entrega Voluntária (PEV) onde a pessoa pode deixar gratuitamente entulhos domésticos que não utiliza mais como móveis, eletrônicos entre outros materiais. Isto sem contar as campanhas e ações educativas que são promovidas justamente para mostrar a importância de se preservar o meio ambiente e fazer o descarte correto do lixo. Mesmo assim, tem gente que insiste em ir na contramão”, destacou o diretor. Para aumentar a indignação de Colle ele exibe uma foto enviada por um morador do bairro Rau que mostra uma poltrona boiando no Rio Itapocu.

Tanto Fujama como Defesa Civil pedem aos cidadãos que denunciem o descarte incorreto de entulhos. A denúncia pode ser encaminhada via Ouvidoria da Prefeitura de Jaraguá do Sul pelo telefone 0800-6420156 ou pelo site  www.jaraguadosul.sc.gov.br no link Ouvidoria/Novo atendimento. A identidade do denunciante será preservada.

SERVIÇO

O Ponto de Entrega Voluntária (PEV), criado pela Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Fujama, em parceria com o Samae e Ministério Público de Santa Catarina já funciona desde desde fevereiro deste ano. Ali os jaraguaenses poderão entrar com seus veículos e depositar, gratuitamente, móveis velhos, lâmpadas, baterias, pilhas, equipamentos eletrônicos, óleo de cozinha, latas e embalagens vazias entre outros materiais recicláveis. O horário de atendimento do PEV é segunda a sexta-feira das 7 às 19 horas, e sábados das 8 às 14 horas na rua Leocádio Rodrigues (Vila Lenzi) - entre as ruas Goiás e Erich Aben - próximo da Arena Jaraguá.