Meio Ambiente

Comunidade já faz o descarte de resíduos junto ao Ecoponto

Flávio José Brugnago

Flávio José Brugnago é Editor chefe do JDV e na bagagem carrega mais de 40 anos de profissão. 

No dia mundial do meio ambiente – 5 de junho – Massaranduba e Rodeio inauguraram os seus Ecopontos, a primeira etapa para a valorização de resíduos sólidos dentro do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI). Junto com Timbó, sede do Consórcio, são as primeiras cidades a contar com o Ecoponto. Massaranduba, como registra o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Fabiano Spézia, foi uma das primeiras a construir a estrutura, mostrando o comprometimento com os projetos do CIMVI para a área, que tem se mostrado vantajoso pela redução de custos, com o investimento coletivo com os municípios consorciados. O Ecoponto de Massaranduba está localizado no entroncamento das Ruas Paulo Cardoso e Wladyslaw Kazmierski, no centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30, além de sábado das 9h ao meio dia.

São dois contêineres. Um deles, para pequenos volumes, conta com três contentores para depósito de eletroeletrônicos, informática, telefonia, vidros e óleo de cozinha, além de outros que podem ser reciclados. Na sexta-feira um dos contentores já estava cheio, como mostrou a estagiária Ana Flávia, que atende no local. Outro compartimento é para grandes volumes como geladeiras, fogões, colchões, móveis diversos e outros. Ao fazer a entrega, a pessoa deve preencher a declaração de entrega voluntária, indicando o estado dos materiais, se é possível reutilizar ou reciclar. Os que estão em condições de reuso serão destinados para pessoas e entidades beneficentes e programas sociais dos municípios que fazem parte do consórcio. O Ecoponto não aceita pneus, pilhas e baterias, embalagens de agrotóxicos, lâmpadas, óleos lubrificantes automotivos, que devem ser entregues nos locais onde são comercializados. O procedimento é de logística reversa, definida por lei federal.

Coleta seletiva deve ser implantada dentro de 90 dias

Durante a inauguração do Ecoponto, o diretor-executivo do CIMVI, Fernando Tomaselli, disse que a estrutura vem para ser um dos pilares da Campanha Regional de Coleta Seletiva e Valorização de Resíduos Sólidos. “Ela não é uma ação isolada. O Ecoponto faz parte, também, da campanha ‘Vale muito Cuidar’, onde nosso objetivo é conscientizar a população para separar os resíduos, colocar nas embalagens e disponibilizar para a coleta corretamente. O poder público está fazendo a sua parte, agora estamos convocando a população para fazer a sua”, conclamou. A partir de agora, Massaranduba e Rodeio se juntam a Timbó como as três primeiras dentro do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí a realizarem a instalação do Ecoponto. Os outros 11 municípios consorciados também devem instalar a estrutura nos próximos meses que tem o objetivo de receber materiais não recolhidos pela coleta seletiva como móveis, eletrodomésticos e óleo de cozinha. Massaranduba deve contar, também, com a coleta seletiva de resíduos, o que deve ser implantado em 90 dias, segundo Círio Martini, secretário de Administração e Finanças, que faz a gestão dos resíduos urbanos. Dos 15 municípios consorciados, sete já aderiram, entre eles Massaranduba. Martini conta que serão instalados 25 pontos de entrega voluntária no interior, em locais estratégicos. São dois modelos feitos com eucalipto tratado e cobertura com telha. Nesses PEVs poderá ser colocado tanto o lixo úmido quanto os resíduos para reciclagem.